Diretor afirma que Tropa de Elite 2 mostra a relação política X polícia

Diretor afirma que Tropa de Elite 2 mostra a relação política X polícia

Atualizado: Quarta-feira, 25 Agosto de 2010 as 11:16

O diretor José Padilha é cauteloso quanto às informações de Tropa de Elite 2 , tudo para evitar o vazamento e a pirataria, assim como aconteceu em Tropa de Elite . Em Los Angeles, trabalhando na pós-produção do filme, o diretor falou sobre a volta da tropa em 2010 para o Página do Cinema .

Padilha justifica a produção de Tropa de Elite 2 como complemento de Tropa de Elite : “O Estado trata muito mal a instituição policial e estimula a cultura informal, que promove a corrupção e a violência. Fiz Tropa 2 porque achei que precisava dizer o porquê de o Estado agir assim”, defende o diretor.

O cineasta explicou, também, quem é o “outro inimigo” que o trailer do filme apresenta. Para ele, Tropa de Elite 2 foca na relação entre a política e a polícia. Ele diz que, além das conexões óbvias das duas instituições, existem as marginais que são ignoradas e, ao mesmo tempo, causadora dos maiores problemas de segurança pública do país.

Para Padilha, Tropa de Elite não pode ficar restrito ao gênero ação, já que tenta dar visão crítica para a relação entre as classes sociais: “Acho que já ficou provado, pelo menos no Brasil, que filmes com ação podem gerar debates e conscientização”, opina.

Tropa de Elite 2 traz Nascimento (Wagner Moura) como Coronel, pai de um adolescente, divorciado de Roseane (Maria Ribeiro) que luta contra o crime, especialmente aqueles cometidos por pessoas poderosas.

O filme tem previsão de estreia marcada para 8 de outubro de 2010.

veja também