MENU

Diretor da Manaus Aerotáxi diz que avião acidentado não voava com excesso de peso

Diretor da Manaus Aerotáxi diz que avião acidentado não voava com excesso de peso

Atualizado: Segunda-feira, 9 Fevereiro de 2009 as 12

Diretor da Manaus Aerotáxi diz que avião acidentado não voava com excesso de peso

Apesar do avião que caiu no Rio Manacapuru, afluente do Solimões, no Amazonas, viajar com um número de pessoas além de sua capacidade quando se acidentou, um dos diretores da Manaus Aerotáxi, Marcos Pacheco, disse no domingo, 8 de fevereiro, que a aeronave não estava com excesso de peso.

O Bandeirante, prefixo PT-SNEA, com capacidade para 20 pessoas, levava de Coari para Manaus cerca de 28 pessoas, entre elas, quatro crianças de colo e os dois tripulantes. Segundo Marcos Pacheco, o avião poderia decolar com até 5 toneladas de peso.

O acidente matou 24 das 28 pessoas que seguiam para a capital amazonense, na tarde de sábado, 7. Do total de mortos, 18 eram de uma mesma família.

O diretor da Manaus Aerotáxi concedeu entrevista coletiva à imprensa no Terminal 2 do Aeroporto Internacional Brigadeiro Eduardo Gomes, em Manaus, e disse ainda que os documentos do avião estavam em dia.

veja também