Distrito Federal é a unidade federativa que mais concentra renda

Distrito Federal é a unidade federativa que mais concentra renda

Atualizado: Sexta-feira, 18 Setembro de 2009 as 12

O Distrito Federal é a unidade da federação que mais concentra renda, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (Pnad), divulgados hoje (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Utilizado para medir a desigualdade de renda, o índice Gini, constatado pela pesquisa no DF, ficou em 0,62. A média brasileira é de 0,53. Quanto mais próximo de 1 for o valor, maior é a desigualdade da região. O estado que apresentou o menor índice Gini foi Santa Catarina (0,48).

''O DF tem os melhores salários do país. Essa desigualdade se deve ao fato de haver, no DF, um extrato de trabalhadores, em especial no setor público, cujos rendimentos são maiores. Possui também um outro extrato de pessoas que estão no mercado mais informal, com rendimentos menores'', explicou a economista da PNAD, Adriana Beringuy.

Segundo a Pnad, o rendimento mensal médio registrado no DF, em 2008, foi de R$ 2.117, enquanto, no Brasil, a média é de R$ 1.036. São Paulo foi o segundo do ranking, apresentando uma média salarial de R$ 1.290.

Já no quesito desocupação, o primeiro da lista é o Amapá, onde 14,9% das pessoas encontram-se nessa situação. O DF está em segundo lugar, com 11,15% – sendo, desse percentual, 22,3% de pessoas na faixa etária entre 18 e 24 anos e 8,3% de pessoas com idade entre 25 e 49 anos. A média nacional de desocupação é de 7,1% (14,4% para a faixa entre 18 e 24 anos e de 5,5% para a faixa entre 25 e 49 anos).

''O que pode estar provocando essa taxa mais alta é o fato de que, na medição da taxa de desocupação, leva-se em consideração o indivíduo que está buscando trabalho, desempregado ou não'', informa Beringuy. ''Ou seja, mensura também a pessoa que esteja tomando alguma providência para conseguir um trabalho, empregada ou não'', completa. Os dados da Pnad divulgada hoje referem-se a 2008.

veja também