MENU

Distrito Federal prorroga até o dia 27 vacinação contra a gripe

Distrito Federal prorroga até o dia 27 vacinação contra a gripe

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 1:14

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal anunciou nesta sexta-feira (13) que vai prorrogar até o dia 27 a vacinação contra a gripe. A campanha nacional, lançada pelo Ministério da Saúde no último dia 25, terminaria nesta sexta.

Segundo dados do ministério, até as 19h desta quinta (12), pouco mais de 62% do público-alvo da vacinação no Distrito Federal havia sido atingido.

A meta era imunizar 80% do público-alvo, composto por 323.430 pessoas. Para o DF atingir a meta, é preciso que 58.136 pessoas sejam imunizadas nesta sexta (13). Os grupos prioritários para a vacinação são profissionais de saúde, gestantes, idosos acima de 70 anos, crianças de seis meses a dois anos incompletos.

De acordo com a enfermeira Cristina Segatto, da Gerência de Vigilância Epidemiológica e Imunização do DF, as gestantes foram as que menos compareceram aos postos de vacinação, apenas 35%.  55% das crianças com idade entre seis meses e dois anos foram imunizadas; percentual que chegou a 71% no grupo dos idosos.

Os mesmos grupos prioritários são o alvo das duas semanas extras da campanha. "Nosso objetivo é vacinar esses grupos, que são considerados vulneráveis", afirma Cristina, destacando que, em anos anteriores, a população deixou para procurar os postos nos últimos dias da campanha. "Infelizmente, a gente observa que as pessoas procuram a vacina nos últimos dias da campanha e, por isso, resolvermos prorrogar."

A vacinação já havia sido prorrogada também em Belo Horizonte , Rio de Janeiro (capital), no estado de São Paulo e em Campo Grande (MS). Em todas essas localidades, o último dia de vacinação será 20 de maio.

Campanha e contraindicações

A Campanha de Vacinação é realizada desde 1999, mas tinha como alvos apenas idosos e indígenas. Esse é o primeiro ano em que também foram incluídos crianças, gestantes e profissionais de Saúde.

A vacina só é contraindicada para quem tem alergia à chamada "proteína do ovo" ou apresentou reação alérgica em vacinações anteriores. Também é recomendado que a pessoa que estiver com alguma doença que cause febre adie a vacina até apresentar melhora do quadro.

A meta nacional é vacinar 24 milhões de pessoas. Para isso, o Ministério da Saúde disponibilizou 32,7 milhões de doses de vacinas contra as gripes normal e H1N1, distribuídos em 33 mil postos de saúde de todo o país.      

veja também