MENU

Dois devem ser indiciados por naufrágio no lago, diz delegado

Dois devem ser indiciados por naufrágio no lago, diz delegado

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 12:53

Duas pessoas devem ser indiciadas pelo naufrágio do barco Imagination no Lago Paranoá, informou nesta terça-feira (23) o delegado Adval Cardoso, da 10ª Delegacia de Polícia de Brasília. O inquérito policial deve ser encaminhado para a Justiça nesta quarta-feira (24). O barco naufragou no dia 22 de maio. Nove pessoas morreram no acidente.

O delegado não disse quem serão os indiciados. Ele afirmou que aguarda apenas  o recebimento de um rascunho do laudo da perícia, que deve ser entregue pelo Instituto de Criminalística da Polícia Civil, para concluir o inquérito.

Mais de três meses depois do naufrágio, os peritos do Instituto de Criminalística ainda não concluíram a avaliação sobre as causas do acidente.O G1 entrou em contato com a assessoria da Polícia Civil por telefone e e-mail e aguarda retorno.     O advogado das vítimas do naufrágio, Pedro Pereira, disse que também aguarda o laudo da perícia para tomar as medidas judiciais cabíveis. “Provavelmente algumas famílias vão querer indenização. Pais de família morreram no acidente”, disse o advogado.

“As famílias cobram um posicionamento, esperam celeridades no resultado da perícia, mas elas sabem que esse trabalho [o da perícia] precisa ser bem feito”, acrescentou Pereira.

A Marinha também investiga o acidente. O prazo para conclusão do inquérito termina nesta terça-feira (23). A avaliação da Marinha deve ser enviada ao tribunal marítimo, que pode punir os responsáveis pelo naufrágio com penas como multa e suspensão da permissão de uso da embarcação.

O G1 entrou em contato com a assessoria da Marinha nesta terça-feira (23) e aguarda retorno sobre prazo de conclusão e teor das avaliações feitas.     Naufrágio

O acidente com o Imagination deixou nove mortes. Mais de cem pessoas estavam no barco quando ele naufragou. Nota divulgada pela Marinha no dia seguinte ao do acidente informava que o barco tinha capacidade para 90 passageiros e 2 tripulantes .

O naufrágio aconteceu por volta das 21h do dia 22 de maio. No momento do acidente era realizada no barco uma festa organizada por uma empresária, dona de um buffet. A irmã dela morreu no naufrágio.

Nos primeiros exames feiros por mergulhadores nos dias seguintes ao acidente, foram encontradas rachaduras em uma estrutura na parte de baixo do barco que auxilia na flutuação.

Em depoimento à polícia, o piloto do barco, Airton Carvalho da Silva Maciel, disse que a embarcação estava inclinada para a esquerda quando deixou o cais. Ele afirmou que pediu aos passa.          

veja também