MENU

Dono de auto-escola é preso por fazer prova teórica no lugar dos alunos

Dono de auto-escola é preso por fazer prova teórica no lugar dos alunos

Atualizado: Sexta-feira, 7 Maio de 2010 as 7:25

O dono de uma auto-escola foi preso na quinta-feira (6) em São Paulo por suspeita de fazer a prova teórica para tirar carteira de habilitação no lugar dos alunos. Ele cobrava uma taxa extra para livrar o candidato a motorista do teste de conhecimento sobre legislação de trânsito.

A polícia recebeu uma denúncia anônima de que o Centro de Formação de Condutores Borba Gato, na Zona Sul da capital paulista, cobrava para livrar os alunos da prova. A avaliação é feita num computador da auto-escola e monitorada por uma Câmera no Detran.

Entretanto, gravações feitas pela polícia mostram que o estabelecimento arrumou um jeito de burlar a fiscalização. ''Só tem que ficar na frente da câmera. Na tela do computador tem uma câmera que é ligada lá com o Detran. Só para ver que é a mesma pessoa que está lá dentro'', diz o dono.

''Quem faz a prova para gente?'', questiona o aluno. ''Faz aqui de fora. A gente aqui que faz''.

O dono da auto-escola tinha o acesso à prova por um computador interligado ao que ficava o aluno. “O candidato ficava de frente ao computador e o proprietário, por acesso remoto, fazia a prova para o candidato. Ele pagava R$ 120 e em 15 minutos saía com o certificado”, explicou o delegado Wilson Roberto Zampieri.

A polícia pediu a relação de todos os candidatos que fizeram a prova na auto-escola. Eles serão investigados e os que participaram do golpe vão perder a carteira de habilitação.

O dono do estabelecimento foi autuado por falsidade ideológica, crime inafiançável. Se for condenado, ele pode pegar uma pena de um a cinco anos de prisão.

veja também