MENU

Dono de carro nega envolvimento na morte de cabeleireiro em Salvador

Dono de carro nega envolvimento na morte de cabeleireiro em Salvador

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2011 as 8:54

Prestou depoimento na terça-feira (16), em Salvador, o dono do carro que foi usado no assassinato do cabeleireiro Romildo Teixeira, de 29 anos, no fim de linha do bairro de São Caetano. O crime aconteceu no dia 5 de agosto durante um desentendimento em frente ao local onde a vítima trabalhava.

Testemunhas disseram que Romildo perguntou se o rapaz que dirigia o carro queria “vender a buzina” porque ele estaria buzinando muito. Minutos depois, o motorista voltou com uma arma e atirou no ombro e na cabeça de Romildo, que morreu na hora.

Segundo a polícia, em depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), o proprietário do veículo negou envolvimento no crime e disse que tinha emprestado o carro a um amigo. Ele disse que quando pegou o veículo de volta, não sabia do crime.

O proprietário disse ainda à polícia que não sabe se o amigo foi o autor dos disparos e apesar da amizade, ele não soube informar nem o sobrenome, nem o endereço do rapaz que ele identificou apenas como “Deivisson”.

Passagem pela polícia

A polícia informou que uma semana antes do crime, o dono do carro chegou a ser preso por 24 horas porque o carro em que ele estava, que não seria dele, tinha uma placa clonada. Após prestar depoimento, ele continua sob investigação.            

veja também