MENU

Duas mulheres sofrem sequestro-relâmpago em bairro nobre do DF

Duas mulheres sofrem sequestro-relâmpago em bairro nobre do DF

Atualizado: Quinta-feira, 27 Outubro de 2011 as 9:36

Duas mulheres sofreram sequestro-relâmpago no Sudoeste, bairro nobre de Brasília, na noite desta quarta-feira (26). Elas foram abordadas por uma dupla de sequestradores na quadra 102, por volta das 20h. Um dos bandidos estava armado, segundo a polícia. As vítimas foram obrigadas a entrar no carro de uma das mulheres.

De acordo com uma das mulheres, os homens estavam muito agitados e não conseguiram dirigir o carro. “A gente conseguiu fazer com que eles aceitassem que eu dirigisse. Eles pediram para que a gente levasse o carro até um restaurante que tem no Parque da Cidade, que eles queriam pegar um terceiro bandido, que decidiria o que ia ser feito conosco”, explicou uma das mulheres.

No entanto, perto da entrada do parque, os dois homens mandaram a vítima seguir em frente e não entrar no local. Foi então que a motorista aproveitou o descuido dos bandidos e decidiu tentar fugir para as quadras residenciais do Sudoeste.

“Quando eu consegui me afastar mais, eu vi de longe que já tinham três homens, mas a minha amiga permaneceu dentro do carro e isso foi meu desespero. Eles saíram logo em seguida com o carro em direção à Torre de TV”, disse a vítima.

A outra garota rodou com os sequestradores por mais de uma hora e foi deixada no Park Way. De acordo com a Polícia Militar, depois de uma denúncia anônima, o carro foi localizado dentro de uma casa no Setor Sul do Gama, cidade a 30 quilômetros de Brasília.

Os dois sequestradores foram presos e vão responder por roubo de veículo, roubo com restrição de liberdade de tráfico de drogas. O adolescente apreendido será encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente. Com os homens, a polícia localizou a arma utilizada para o crime e meio quilo de cocaína.

Aumento de sequestros

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), nos primeiros nove meses deste ano foram registrados 455 casos de sequestro-relâmpago no Distrito Federal. O número representa quase 30% a mais quando comparado com o mesmo período de 2010, quando foram registrados 356 sequestros.

Ao ser abordado por bandidos, a polícia orienta que a população mantenha a calma. “É importante obedecer, não colocar a vida em risco e deixar os materiais”, disse o coronel Paulo Roberto Maciel.

veja também