MENU

Dupla se entrega e termina sequestro em Brasília

Dupla se entrega e termina sequestro em Brasília

Atualizado: Terça-feira, 14 Junho de 2011 as 4:33

Os dois sequestradores que fizeram quatro mulheres reféns na manhã desta terça-feira (14) libertaram todas as vítimas e se entregaram após seis horas de negociação, segundo a Polícia Militar do Distrito Federal. Um dos sequestradores saiu algemado e com a cabeça coberta. O outro foi algemado ao deixar a residência, na quadra 711 da Asa Sul. De acordo com a polícia, eles foram levados para a primeira delegacia de polícia da Asa Sul, onde serão interrogados. Os dois sequestradores já tinha passagem pela polícia. Um deles era foragido da Justiça.

Enquanto ainda negociam a rendição, os dois homens libertaram duas reféns - uma mulher grávida de seis semanas e uma freira. A grávida foi levada para um hospital e, de acordo com os médicos que a atenderam, ela e feto passam bem.

Segundo a direção do hospital, ela ouviu pela primeira vez o coração do feto ao fazer um ultrassom. A freira, por sua vez, passou mal ao sair da casa e teve de ser carregada até uma ambulância.     Durante a negociação, a polícia cogitou a possibilidade de usar a força para tentar resgatar os reféns. Segundo o major Adriano Meireles, da Polícia Militar, a situação era de alto risco" porque os dois homens eram "homicidas com vasta ficha criminal" ( veja vídeo acima ). De acordo com ele, os sequestradores usaram drogas enquanto mantinham os reféns.

Ajuda religiosa

Mais cedo, o frei Ednilson Vaz, da Paróquia Santo Antônio, foi chamado para tranquilizar as pessoas que estavam dentro da casa. Ele chegou a falar com uma das pessoas por telefone.

"Conversei com os familiares. No momento eles estavam bem. Me chamaram porque são pessoas que frequentam a paróquia."

Três negociadores da Polícia Militar participaram da ação. Familiares dos assaltantes foram convidados para ajudar na rendição dos ladrões.

Às 10h, havia três caminhões do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), uma ambulância e vários carros da polícia acompanhando a ação. Um helicóptero sobrevoava a área.

Início da ação

Segundo uma vizinha da família, o sequestro teve início quando os ladrões tocaram a campainha da casa. Quando a dona da casa atendeu, foi anunciado o assalto que terminoue m sequestro.

A polícia, no entanto, informou que um morador da casa foi rendido pelos ladrões quando saía de carro. Quando deixavam o local no veículo da vítima, teriam visto um carro de polícia e retornado à residência. O homem ficou no veículo e não foi feito refém.

Pedreiros que trabalhavam em uma reforma na casa conseguiram deixar o imóvel e chamaram a polícia, que interditou a quadra. Os moradores vizinhos da casa onde as vítimas foram mantidas como reféns foram retirados para facilitar os trabalhos da polícia.

Vizinhos dizem que há registro esporádicos de furto de carros de veículo na região, mas nunca houve um caso de violência semelhante. "Tem cinco anos que moro nesta quadra e isso é um caso isolado. De vez em quando ocorre um furto de carro, mas nada como estamos vendo hoje" disse Elisângela Santos, que mora na quadra 711 Sul com os dois filhos.            

veja também