MENU

Ecologistas de concreto: Conheça alguns dos prédios mais verdes do país

Ecologistas de concreto: Conheça alguns dos prédios mais verdes do país

Atualizado: Quinta-feira, 27 Agosto de 2009 as 12

Os mais novos defensores do meio ambiente têm cérebros eletrônicos e um corpo feito de aço e concreto. Embora alguns deles possam medir mais de 100 metros de altura, procuram causar o menor impacto possível nos enormes terrenos onde estão instalados. Os edifícios ecológicos, que já começam a aparecer nas cidades brasileiras, usam múltiplas tecnologias para economizar energia e água. Nem por isso são menos eficientes ou confortáveis do que os prédios tradicionais. Ao contrário.

A multiplicação de construções que levam em conta a sua sustentabilidade se tornou uma tendência mundial. Até abril, havia 2 706 edifícios em todo o planeta com certificação Leed - sigla para Leadership in Energy and Environmental Design, que pode ser traduzida como Liderança em Energia e Design Ambiental -, uma das mais conceituadas nessa área. Outros 22 863 prédios aguardavam a análise do U.S. Green Building Council (USGBC), organização não lucrativa responsável pela concessão do título.

Depois que o órgão ganhou representação oficial no Brasil, em 2007, houve um boom de pedidos de avaliação no país. Por enquanto, há apenas quatro pequenos prédios certificados, mas mais de 40 já estão na fila de espera. O processo é rigoroso e demorado. ''A construção desses edifícios pode eventualmente sair mais cara, mas a economia gerada faz que o gasto extra se pague a curto ou médio prazo'', diz Nelson Kawakami, diretor-executivo do GBC Brasil. Entre os que aguardam resposta está o Eldorado Business Tower, inaugurado em outubro de 2007 em São Paulo.

Localizado na Marginal do Pinheiros, o arranha-céu de 32 andares adota controles automatizados para poupar eletricidade. Um computador monitora cada uma das evaporadoras de ar-condicionado distribuídas pelos andares. “Com essa precisão, há grande economia de energia'', diz Luis Bueno, diretor de operações da Gafisa, incorporadora responsável pelo empreendimento. É possível determinar, online, a temperatura dos pavimentos.

veja também