MENU

Ecovias finaliza operação e Imigrantes volta a operar normalmente

Ecovias finaliza operação e Imigrantes volta a operar normalmente

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 2:05

A concessionária Ecovias finalizou a operação de inversão de direção e todas as pistas da Rodovia dos Imigrantes operavam normalmente por volta das 13h30 desta sexta-feira (16), cerca de 24 horas depois do acidente que envolveu cerca de 270 veículos na rodovia. A pista norte, sentido São Paulo, foi liberada para o tráfego 11h30. Depois, foi necessário inverter a direção e fazer uma varredura na pista sul, que durante a interdição operou no sentido da capital paulista. Por volta das 13h30, os motoristas podiam seguir para o litoral e voltar para São Paulo tanto pela Imigrantes quanto pela Via Anchieta. Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar Rodoviária e da concessionária Ecovias trabalharam desde a tarde desta quinta na remoção dos carros e caminhões envolvidos no acidente.

No fim desta manhã, ainda havia divergências quanto ao número de veículos envolvidos no engavetamento. Segundo a Polícia Militar, foram 270 - 90 motoristas já registraram boletim de ocorrência. A concessionária Ecovias, por sua vez, fala em 104 veículos – segundo a PM, a concessionária contabiliza apenas os casos de danos médios e graves. Ainda de acordo com a PM e com a Ecovias, 51 pessoas ficaram feridas no acidente – sendo duas em estado grave – e uma pessoa morreu.

“Nós contabilizamos 270 veículos com avarias. Os 104 que tiveram danos grandes e médios, e que registraram boletim de ocorrência, além dos demais com danos menores que ainda vão registrar a ocorrência ao longo dos próximos oito dias, que é o prazo legal”, explicou o coronel Roberval França, comandante da PM na região do ABC.     As colisões ocorreram na altura do km 41 da estrada, que liga a capital paulista à Baixada Santista, e deixaram um motorista de caminhão morto. O acidente se estendeu por aproximadamente 2 km, segundo a Polícia Militar. As vítimas foram levadas para hospitais de Santo André e Diadema, no ABC, e Cubatão, na Baixada Santista, segundo os bombeiros.

Feridos

Em Mauá, no ABC, duas pessoas foram atendidas no Hospital de Clínicas Dr. Radamés Nardini. Apenas um rapaz de 24 anos, com um edema na coxa, seguia em observação nesta manhã. O estado dele é considerado estável.

Em Cubatão, na Baixada Santista, 15 pessoas receberam atendimento e dez tiveram alta ainda na quinta-feira, de acordo com a Secretaria de Saúde do município. Apenas um homem permanecia em observação nesta manhã no Hospital Municipal de Cubatão. Ele tem edema facial e ocular, e passa bem. As outras quatro vítimas foram encaminhadas para hospitais particulares.

Em Diadema, no ABC, oito pessoas receberam atendimento. Um rapaz continuava em observação no Hospital Municipal nesta sexta. Ele passará por uma nova avaliação médica, mas seu quadro clínico era considerada estável, segundo a assessoria de imprensa de Diadema. Das três pessoas que foram levadas para o pronto-socorro do hospital, uma teve alta e outras duas foram levadas para hospitais particulares.

Em Santos, um homem de 29 anos permanecia internado na Casa de Saúde da cidade. Ele bateu a cabeça e teve a perna imobilizada. Segundo o hospital, o homem está acordado e respira naturalmente, mas inspira cuidados e apresenta confusão mental.

Na mesma cidade, duas pessoas seguiam internadas no Hospital Frei Galvão: um homem de 48 anos que teve contusões nos braços e um corte no pescoço e permanecia em observação, e outro homem de 35 anos que teve fratura no braço direito e passará por uma cirurgia.          

veja também