MENU

'Ele cruzou a linha', diz presidente do Globo de Ouro sobre Ricky Gervais

'Ele cruzou a linha', diz presidente do Globo de Ouro sobre Ricky Gervais

Atualizado: Terça-feira, 18 Janeiro de 2011 as 12:45

Philip Berk, presidente da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, disse que o apresentador da entrega do Globo de Ouro, o humorista Ricky Gervais, foi "longe demais" nas piadas que fez na cerimônia.

Durante o evento, Gervais zombou de Charlie Sheen por beber e fazer farras, de Robert Downey Jr. por seus problemas com drogas e álcool no passado, do filme "O turista" desancado pela crítica e indicado para melhor comédia, e até mesmo dos organizadores da cerimônia.

"Ele definitivamente cruzou a linha", disse Berk ao site da revista "The Hollywood Reporter". "Algumas coisas foram totalmente inaceitáveis. Mas esse é o Ricky. Qualquer referência a algum indivíduo definitivamente não é algo com que a Associação concorde."

Downey Jr. chegou a comentar sobre o palco que a cerimônia do domingo demonstrou "espírito mesquinho incomum".

Muitos críticos parecem ter concordado. Mary McNamara, crítica de televisão do "Los Angeles Times", escreveu na segunda que "ficou claro em pouco tempo que não apenas o material dele (Gervais) não estava provocando risadas como estava deixando muitos apresentadores e pessoas do público incomodadas e até com raiva".

Hank Stuever, do "Washington Post", escreveu: "(...) Gervais parece ter perdido parte de sua capacidade de ser divertido quando fala a verdade".

Programa anual de entrega de prêmios de cinema e televisão em Hollywood, o Globo de Ouro atraiu quase 17 milhões de espectadores para a rede NBC, pouco mais do que 2010, quando o comediante britânico Gervais, conhecido por seu senso de humor causticante, apresentou o show pela primeira vez, segundo números de audiência divulgados na segunda-feira (17).

A cerimônia do ano passado teve público 14% maior que a de 2009 (aproximadamente 15 milhões de telespectadores), e a tendência de alta mostra que o programa televisionado está se recuperando em certa medida da greve de roteiristas de Hollywood em 2008, que reduziu o Globo de Ouro a uma entrevista coletiva à imprensa.

Mas os 16,99 milhões de espectadores deste ano ainda não chegam aos números de 2007, quando 20 milhões de pessoas acompanharam na televisão o desfile de astros de primeira linha de Hollywood no tapete vermelho trajando smokings e vestidos elegantes.

veja também