MENU

'Ele pôs centenas atrás das grades', diz PM sobre policial morto no CE

'Ele pôs centenas atrás das grades', diz PM sobre policial morto no CE

Atualizado: Sexta-feira, 9 Setembro de 2011 as 2:53

O assassinato do policial Evandro Carlos da Silva, de 37 anos, foi uma represália às prisões efetuadas pelo PM em sua carreira, de acordo com o capitão da Polícia Militar de Juazeiro do Norte, no Sul do Ceará, Victor Bezerra. “Ele pôs centenas atrás das grades. Com certeza isso trouxe uma série de descontentamentos dos condenados em Juazeiro do Norte”, diz o capitão, que trabalhou com o PM assassinado durante dois anos. “Ele era ameaçado de morte por causa da competência. Ele fez levantamentos que culminou na prisão de vários meliantes”, afirma o comandante da PM em Juazeiro do Norte, Francisco de Assis Paiva.

Evandro Carlos foi assassinado na tarde de quinta-feira (8), em uma avenida movimentada de Juazeiro do Norte, quando esperava um semáforo abrir. Dois suspeitos em uma moto pararam ao lado do policial e dispararam três tiros. O policial foi socorrido e encaminhado ao Hospital Regional do Cariri. Ele morreu a caminho do hospital.     A PM trabalha em conjunto com com Coordenadoria de Inteligência e Polícia Civil em busca dos suspeitos do crime. Cerca de duas horas após o homicídio, a PM encontrou uma moto preta que acredita ter sido usada na fuga dos suspeitos, diz o policial Victor Bezerra.

O velório de Evandro Carlos ocorreu na manhã desta sexta-feira e contou com a presença de familiares e colegas de trabalho. Ele atuava em Campos Sales, município da Região do Cariri, era casado e pai de uma menina.        

veja também