MENU

Elevador Lacerda continuará a ser gerido pelo município

Elevador Lacerda continuará a ser gerido pelo município

Atualizado: Terça-feira, 20 Setembro de 2011 as 12:25

Prefeito teria determinado que reforma fosse mantida

(Foto: Glauco Araújo/G1)

  Por meio de nota emitida pela assessoria de comunicação da prefeitura, o secretário de Transportes de Salvador, José Mattos, disse nesta terça-feira (20) que o Elevador Lacerda não será privatizado. De acordo com a nota, o secretário avalia que "o processo de privatização do equipamento iria onerar em muito o aumento da tarifa", por isso o ascensor continuará a ser administrado somente com recursos do município. 

Entre as melhorias previstas, o prefeito de Salvador, João Henrique, teria determinado que a reforma do equipamento fosse mantida, e que a Setin instalasse equipamentos de ar condicionado em duas cabines, informa a nota.

A assessoria da prefeitura informou ao G1 que a privatização do Plano Inclinado e da Estação da Lapa ainda está em fase de estudos.

Na nesta sexta-feira (16), o prefeito disse durante o acionamento do Relógio da Copa do Mundo, que estavam sendo avaliadas várias modalidades de parceria e não a privatização do Elevador Lacerda.

“O importante é que o serviço funcione bem, sem interrupções”, destacou o prefeito. João Henrique citou como exemplos a Torre Eiffel, o Pão de Açúcar e o Corcovado, equipamentos que recebem auxílio da parceria privada. “Estamos estudando essas modalidades incluindo a concessão pública, a Parceria Público-Privada (PPP) ou a adoção do monumento”, finalizou João Henrique. "Elevador não será privatizado", disse em nota o prefeito de Salvador.

O caso

No dia 13 de setembro, o secretário Municipal de Transportes, José Mattos, informou que o Elevador Lacerda, os Planos Inclinados e a Estação da Lapa seriam privatizados.   "Nós precisamos melhorar a qualidade de atendimento para que possamos fazer um preço justo para que a população tenha condições de pagar, mas ao mesmo tempo, que possa cobrir os custos operacionais para que tenhamos um equipamento adequado", disse o secretário.

A prefeitura disse que o reajuste é necessário para melhorar o serviço de transporte público, que muitas vezes provoca reclamações. O preço sairia de R$ 0,15 para R$ 0,50 ainda no primeiro trimestre de 2012, quando todos os serviços deveriam estar privatizados.

Estudantes protestaram contra privatização

(Foto: Reprodução/TV Bahia)

  Protestos

O anúncio da privatização não agradou todo mundo. “É errado porque nós pagamos por isso, e sai dos nossos impostos e nós deveríamos ter sim um transporte público de qualidade”, diz um usuário do serviço.

Na segunda-feira (19), estudantes fizeram uma manifestação na Estação da Lapa, no centro de Salvador.

A Ouvidoria da Câmara Municipal de Salvador colocou no ar uma enquete sobre o interesse da prefeitura de transferir para a iniciativa privada a gestão do Elevador Lacerda, que ficaria disponível até o dia 5 de outubro.          

veja também