MENU

Em 2010, trânsito de Porto Alegre matou 17% a menos em relação a 2009

Em 2010, trânsito de Porto Alegre matou 17% a menos em relação a 2009

Atualizado: Terça-feira, 4 Janeiro de 2011 as 8:39

Apesar de o número de acidentes ter aumentado, o ano de 2010 se encerrou com uma redução de 16,96% no número de vítimas fatais no trânsito da Capital, representando 29 mortes a menos, na comparação com 2009. No ano passado foram 142 óbitos, contra os 171 do ano anterior. Em relação às mortes por atropelamento houve queda de 19,23% (63 a 78), mas aumentou a quantidade de acidentes com motos e também o número de feridos.

Os números foram divulgados pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), em ato na Praça Montevideo, em frente à prefeitura de Porto Alegre, na manhã desta segunda-feira. O prefeito José Fortunatti e o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, estavam entre os que comemoraram a redução com uma revoada de pombas brancas, simbolizando as vidas salvas.

No ato, foram homenageadas pessoas e entidades que colaboraram na campanha do Novo Sinal de Trânsito, como o ex-prefeito José Fogaça e o ex-diretor-presidente da EPTC, Luis Afonso Senna. A campanha, iniciada em setembro de 2009, recebeu o 18º Prêmio Volvo Nacional de Segurança no Trânsito, na categoria Cidades. A campanha incentiva o respeito aos pedestres na travessia das faixas de segurança sem sinaleiras.

Número de acidente ainda é elevado exigindo ações

Para o prefeito, a mudança de cultura no trânsito e o processo educativo dependem da quebra de paradigmas.

— No cotidiano da cidade as pessoas se comportam de maneira oportunista, especialmente no trânsito. Vamos continuar convencendo os cidadãos que a melhor saída é respeitar o seu semelhante, praticando a boa educação no trânsito — enfatizou o prefeito.

veja também