MENU

Em apenas quatro dias, chove quase 17% a mais do esperado para todo o mês de julho em Salvador

Em apenas quatro dias, chove quase 17% a mais do esperado para todo o mês de julho em Salvador

Atualizado: Segunda-feira, 5 Julho de 2010 as 10:15

A Defesa Civil de Salvador informou, na manhã desta segunda-feira (5), que em apenas quatro dias choveu quase 17% a mais do esperado para todo o mês de julho na capital. Segundo o órgão, entre a sexta-feira (1º) e o domingo (4), choveu 216,1 mm, sendo que eram esperados para os 31 dias do mês 184,9 mm.

Na cidade, há mais de 500 áreas de risco e mais de 100 mil pessoas podem ser prejudicadas por deslizamentos e desabamentos. No Estado da Bahia, há um número estimado de sete mortos por causa das chuvas. Pelo menos 3.900 pessoas estão desabrigadas e 11.232 estão desalojadas. 

Nesta segunda-feira, a Defesa Civil recebeu nove solicitações de emergência, sendo quatro deslizamentos de terra, duas ameaças de desabamento de imóvel, duas ameaças de dezlizamento de terra e uma infiltração.

Os bairros mais prejudicados pela chuva em Salvador são Subúrbio Ferroviário, Cajazeira, Pau da Lima, Pau Miúdo, Sussuarana, Castelo Branco e Jardim Cajazeira. De acordo com a Defesa Civil, ainda não há um número fechado de pessoas que estão fora de casa por causa das chuvas na cidade.

Em toda a Bahia, há pelo menos 46 cidades em emergência por causa das chuvas. Algumas delas são: Alcobaça, Apuarema, Araci, Aramari, Cairu, Candeias, Catu, Cícero Dantas, Conceição da Feira, Dias D´Ávila, Entre Rios, Feira de Santana, Gandu, Governador Mangabeira, Ilhéus, Irará, Itagimirim, Itaju do Colônia, Itamaraju, Itamari, Itanhém, Itapetinga, Lauro de Freitas, Lençois, Madre de Deus, dentre outros. A defesa Civil informou que Muquém do São Francisco também está em situação de emergência, mas por causa da seca.

veja também