MENU

Em carta, deputado da meia admite que errou

Em carta, deputado da meia admite que errou

Atualizado: Sexta-feira, 26 Fevereiro de 2010 as 12

O deputado Leonardo Prudente (ex-DEM, sem partido), que aparece em um dos vídeos da Operação Caixa de Pandora guardando dinheiro de suposta propina nas meias, enviou nesta sexta-feira (26) uma carta de “prestação de contas” aos eleitores.

Na carta Leonardo Prudente afirmou que a repetição dos vídeos onde aparece guardando dinheiro nas meias são muito fortes, mas que as versões foram "maldosamente" apresentadas para "confundir o telespectador, gerar comoção, indignação e liquidar o meu mandato, minha honra e meu futuro político".

"Já admiti publicamente e reafirmo que errei, e estou pagando um preço muito alto, mas tenho a certeza que as investigações irão revelar a verdade dos fatos e que o processo legal e a justiça serão novamente restabelecidos.", diz a carta.

O gabinete do deputado enviará 10 mil cópias da carta aos eleitores de Prudente. Na quinta-feira (25), Prudente e outros dois deputados tiveram processo de quebra de decoro parlamentar abertos pela Comissão de Ética da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Além de Prudente, enfrentam o processo, que pode levar à cassação do mandato, os deputados Júnior Brunelli (PSC) e Eurídes Britto (PMDB). Eurídes foi a única que descartou a possibilidade de renúncia. Em carta enviada à imprensa, a deputada afirmou que enfrentará o processo para se defender das acusações de que seria uma das beneficiadas com o esquema de propina dentro do governo do DF.

veja também