MENU

Em eleição suplementar, Dourados tem Murilo Zauith como novo prefeito

Em eleição suplementar, Dourados tem Murilo Zauith como novo prefeito

Atualizado: Segunda-feira, 7 Fevereiro de 2011 as 10:33

O município de Dourados, que tem o segundo maior colégio eleitoral do Mato Grosso do Sul (139.942 eleitores), elegeu neste domingo (6) seu novo prefeito, Murilo Zauith (DEM). Ele teve 70.906 votos, o equivalente a 80,06% dos votos válidos na eleição suplementar convocada devido às renúncias do prefeito Ari Artuzi e de seu vice, Carlinhos Cantor, em dezembro de 2010. O resultado foi divulgado pouco antes das 20h.

Outros três candidatos disputaram a eleição. Geraldo Sales Ferreira (PSDC) teve 13,99% dos votos, ou 12.392 eleitores; Genival Antonio Valeretto (PMN) teve 3.193 votos, ou 3,61% dos votantes; e José de Araujo Oliveira (PSOL) conseguiu 2.060 votos, equivalente a 2,34% dos eleitores que votaram.

O índice de abstenção foi significativo:27,39% do eleitorado deixou de votar, o equivalente a 38.146 pessoas. Além disso, entre os que votaram, 5.745 eleitores optaram por votar em branco, e 6.829 anularam o voto.

Segundo informações do TRE-MS, três urnas eletrônicas foram trocadas devido a defeitos e, até as 20h30, nenhuma prisão por crime eleitoral havia sido registrada. O presidente do tribunal, desembargador Josué de Oliveira, esteve em Dourados na manhã deste domingo e aproveitou a presença de jornalistas para convocar a população a ir às urnas, lembrando que a votação é obrigatória.

O município de Dourados conta com o maior colégio eleitoral indígena do estado, com 5.652 indígenas que moram em aldeias afastadas. O acesso a esses lugares é feito por estradas de terra, mas houve apenas chuva fraca no município neste domingo, e o trajeto não sofreu atraso - informou uma assessora do TRE-MS.

Além de Dourados, os municípios de Conceição do Mato Dentro (MG) e Mangaratiba (RJ) também tiveram votação neste domingo. Eleições suplementares ocorreram também nos dois municípios devido à saída dos antigos prefeitos. Em Mangaratiba, Evandro Bertino Jorge (PR), o Capixaba, foi eleito com 55,36% dos votos válidos. Conceição do Mato Dentro elegeu Nelma Cirino (PR) com 52,25% dos votantes.

Nova eleição

A eleição suplementar foi convocada devido às renúncias do prefeito Ari Artuzi e de seu vice, Carlinhos Cantor, em dezembro de 2010. Os ex-governantes foram presos durante a Operação Uragano, da Polícia Federal, realizada em setembro de 2010, por suposto envolvimento em um esquema de desvio de recursos públicos. Ambos negam qualquer participação.

Na época, a polícia informou por meio de nota que os acordos fechados com as empresas escolhidas ilicitamente rendiam 10% do valor do contrato. Os valores arrecadados, segundo a PF, serviam para o pagamento de diversos vereadores de Dourados (da situação e da oposição), para caixa de campanha e compra de bens pessoais do prefeito.

A PF afirmou ainda que as investigações começaram sete meses antes das prisões e apontaram a participação de secretários municipais, empreiteiros, prestadores de serviços, vereadores e servidores públicos.

Por: Fábio Tito

veja também