MENU

Em meio a escândalo, Arruda troca DF por Copenhague

Em meio a escândalo, Arruda troca DF por Copenhague

Atualizado: Quinta-feira, 17 Dezembro de 2009 as 12

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), viajou na última quarta-feira (15) e hoje está em Copenhague, na Dinamarca, onde acontece a COP-15 (15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas). Em seu lugar ficou o vice, Paulo Octávio. Arruda é acusado de envolvimento em um esquema de pagamento de propina para deputados distritais, assessores e empresário no DF, conforme investigações da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. Ele nega as acusações.

O governador tem sido alvo de manifestações promovidas por estudantes e entidades sindicais que pedem a sua saída.

Ontem, a OAB-DF (Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal) avaliava uma forma de evitar que o recesso na Câmara Legislativa interrompa as investigações sobre o impeachment do governador José Roberto Arruda. Ontem, a presidente da Ordem, Estefânia Viveiros, disse que os advogados estudam uma brecha jurídica para suspender a decisão dos deputados, que só voltam ao trabalho no dia 11 de janeiro para trabalhar no caso. A previsão é que a assessoria jurídica da OAB tenha uma posição sobre o assunto ainda hoje.

Estefânia afirmou que não espera qualquer ação contra o governador Arruda antes do carnaval. Ela disse que a Ordem recebeu com perplexidade o anúncio do recesso parlamentar. Para a presidente da OAB-DF, ao entrar em recesso, a Câmara deixa de cumprir o seu papel previsto na Lei Orgânica do DF.

''O recesso é de fato lamentável. Eles poderiam ter pelo menos começado o processo e permitir que os prazos para a defesa do governador pudessem ter fluência normal''.

Os parlamentares da Câmara Legislativa do DF deixaram para 2010 a análise dos pedidos de impeachment contra o governador. Os deputados decidiram entrar em recesso, mas vão antecipar a volta ao trabalho para10 de janeiro, e não mais no dia 31, como previsto anteriormente.

veja também