MENU

Em "Olhos Azuis", Joffily aborda preconceito contra imigrantes brasileiros nos EUA

Em "Olhos Azuis", Joffily aborda preconceito contra imigrantes brasileiros nos EUA

Atualizado: Terça-feira, 25 Maio de 2010 as 11:22

O cineasta José Joffily sabe que com seu novo trabalho, "Olhos Azuis", está mexendo numa ferida delicada de ordem até internacional: a entrada de estrangeiros nos Estados Unidos. "A triagem de quem entra é um processo completamente aleatório. Não são nada raras as situações que o filme trata", comentou o diretor ao UOL Cinema.

Em "Olhos Azuis", um brasileiro residente nos Estados Unidos volta ao país depois de visitar a filha em Pernambuco. Ao desembarcar é barrado pelo serviço de imigração que confisca seu passaporte e o submete, junto a outros latinos, a duro interrogatório. Joffily conta que o ponto de partida aconteceu no final dos anos 1990, quando um amigo passou pela mesma situação e acabou deportado.

"Quando se chega ao aeroporto nos Estados Unidos, você é separado por categorias: americanos, europeus, e as pessoas do resto do mundo. O preconceito já começa aí. E com os mais jovens é ainda maior, porque os oficiais da imigração veem neles um imigrante ilegal em potencial". Curiosamente, a ideia de fazer o filme começou há mais de dez anos e, depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, Joffily percebeu que a paranóia contra quem entrava nos Estados Unidos ficara ainda maior.

veja também