MENU

Em reinauguração, Lula chama de irresponsabilidade abandono do Teatro Municipal do Rio

Em reinauguração, Lula chama de irresponsabilidade abandono do Teatro Municipal do Rio

Atualizado: Sexta-feira, 28 Maio de 2010 as 10:18

Ao discursar na reinauguração do Teatro Municipal do Rio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o que chamou de "irresponsabilidade administrativa" dos governantes que deixaram a mais importante casa de concertos do Rio em más condições de conservação, como mostrou um vídeo exibido aos convidados.

As filmagens revelaram a existência de cômodos cheios de entulho e lixo, mobiliário quebrado, instalações elétricas improvisadas, obras de arte deterioradas e muita sujeira.

Através da cultura se constrói uma sociedade mais justa, mais humanista, discursou o presidente da República. A reabertura do Teatro reflete o momento muito especial pelo qual esse país passa, completou.

O teatro ficou fechado por dois anos para reforma. No concerto de reabertura, a Orquestra Sinfônica Brasileira tocou uma versão original do Hino Nacional, a partir de partituras encontradas no teatro durante as obras de restauro.

De acordo com o maestro Roberto Minczuk, ele regeu a orquestra em si bemol maior e pediu atenção do público aos trompetes, que não aparecem da mesma forma na versão comumente apresentada.

Na plateia, alguém gritou:"Lula, o melhor presidente do Brasil". A atriz Marieta Severo, mestre de cerimônias, no palco respondeu: Eu concordo!.

Entre os presentes no concerto estavam o ator Sergio Britto, a atriz Letícia Spiller, a diretora de teatro Bia Lessa, a cantora Fernanda Abreu, o escritor e desenhista Ziraldo.

Nos camarotes, políticos como Michel Temer (PMDB-SP), vice na chapa da pré-candidata do PT Dilma Rousseff, o presidente da Petrobras, José Gabrielli, e o presidente do TJ (Tribunal de Justiça) do Rio, desembargador Luiz Zveiter.  

veja também