MENU

Em ritmo de campanha, deputados distritais decidem trabalhar 1 dia por semana.

Em ritmo de campanha, deputados distritais decidem trabalhar 1 dia por semana.

Atualizado: Sexta-feira, 9 Julho de 2010 as 9:50

Afundada numa crise que ameaçou uma intervenção federal na Câmara Legislativa do DF, os deputados distritais decidiram trabalhar apenas um dia por semana durante a campanha.

O acordo feito nesta quarta-feira pela Mesa Diretora prevê um "esforço concentrado" dos deputados uma vez por semana, com o objetivo de conciliar os trabalhos no Legislativo e o salário de R$ 12 mil com a campanha eleitoral.

Os projetos prioritários, contudo, ainda não foram definidos pelos líderes partidários. Por enquanto, a única promessa é trabalhar às terças-feiras.

Segundo a assessoria do presidente da Câmara, deputado Wilson Lima (PR), a decisão foi tomada baseada na experiência de outras eleições, quando havia a promessa de se trabalhar normalmente, mas os deputados não apareciam.

De acordo com o deputado Cabo Patrício (PT), vice-presidente da Câmara, a ideia do acordo é garantir a votação de projetos, concentrando os trabalhos num único dia e, com isso, a presença de quorum suficiente. Nos outros dias, os deputados estarão livres para buscarem os votos dos eleitores.

Dos 24 deputados distritais, pelo menos 20 já tiveram as candidaturas publicadas pela Justiça Eleitoral. "O importante é ter quorum para votar. Se definir que vai votar e ter quorum, pode ser uma solução boa. O que não pode acontecer é prometer que vão trabalhar e na hora não ter quorum e a gente ficar só discursando", afirmou Cabo Patrício.

Enquanto os deputados fazem campanha e tentam trabalhar ao mesmo tempo, a Câmara Legislativa do DF faz a mudança para a nova sede, luxuosa e com custo estimado em R$ 106 milhões. Conforme a   Folha   mostrou, a Polícia Federal investiga se o governo de José Roberto Arruda (sem partido) cobrava 2,5% de propina sobre o valor repassado pela administração para conclusão da obra.

veja também