MENU

Em Santa Catarina, incêndio com fumaça tóxica deve ser contido hoje

Em Santa Catarina, incêndio com fumaça tóxica deve ser contido hoje

Atualizado: Sexta-feira, 27 Setembro de 2013 as 6

Fumaça e fogo
Após mais de 55 horas, as equipes do Corpo de Bombeiros continuam trabalhando na tentativa de controlar a fumaça tóxica proveniente do incêndio químico em um depósito com carga de fertilizantes em São Francisco do Sul, na região Norte de Santa Catarina. Segundo Diogo Losso, major dos bombeiros militares, a previsão é de que as chamas sejam controladas até as 12h desta sexta-feira (27).
 
A fumaça que atingiu pelo menos 13 bairros do município, mas já começa a perder força. De acordo com o coronel Marcos de Oliveira, comandante dos bombeiros militares, o uso de uma câmera térmica está tornando o trabalho mais eficiente. Ele explicou que o equipamento permite identificar com precisão os focos de calor no interior do galpão onde está depositada a carga de 10 mil toneladas de fertilizantes. Segundo um levantamento preliminar, o volume de água utilizado já ultrapassou 1 milhão de litros.
 
O incêndio químico no depósito começou no final da noite de terça (24). Pelo menos 157 pessoas foram hospitalizadas após inalarem a fumaça. Um bombeiro que deu entrada no hospital na tarde de quarta continua internado na UTI em estado grave. Segundo o hospital, até as 8h desta sexta-feira, David Marcelino, de 59 anos, ainda respirava com ajuda de aparelhos.
 
Bairros evacuados
A Prefeitura de São Francisco do Sul informou na tarde de quinta (26) que pelo menos 20% da população de 47,5 mil habitantes deixou a cidade após o início do incêndio. Este número deve ter aumentado consideravelmente até o início da manhã desta sexta (27), conforme informações da assessoria do governo municipal. Isto porque entre a tarde e a noite de quinta o vento passou a oscilar bastante e atingiu pelo menos 13 bairros.
 
Vento
De acordo com o meteorologista Leandro Puchalski, ciclone que mantinha a força do vento nos últimos dias e ditava a direção predominante já está afastado do continente. "Por isso, o vento acalmou e a fumaça pouco se afastou da cidade fazendo com que muitos bairros tivessem problemas com a fumaça. Nesta sexta, o vento é calmo e por isso a fumaça, que já é pouca, não deverá sair muito da região de São Francisco", afirma.
A direção é de sudeste/leste, e ao longo do dia pode levar esta fumaça para dentro do continente em direção ao norte de Joinville, Garuva, Campo Alegre e algumas cidades do Paraná. "O vento calmo não deverá lever esta fumaça para muito longe de São Francisco do Sul", explica.
 
Alvará
Em coletiva na manhã desta quinta-feira (26), o prefeito Luiz Roberto de Oliveira afirmou que a empresa responsável pelo armazém onde ocorre a reação química que ocasiona a fumaça tóxica possui alvará de funcionamento. Conforme o prefeito, todos os documentos estão em dia e o produto armazenado no local é legalizado.
Polícia Federal deve investigar
A presidente Dilma Rousseff pediu à Polícia Federal que investigue as causas do incêndio. A informação foi confirmada pelo gabinete da ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvati, que esteve reunida com Dilma na manhã desta quinta-feira (26).
Conforme a ministra, no encontro entre as duas, ela relatou o ocorrido no município catarinense à presidente, que ligou para o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, pedindo uma investigação.
 

veja também