MENU

Em São Paulo, dois ônibus esmagam carro

Em São Paulo, dois ônibus esmagam carro

Atualizado: Quarta-feira, 12 Fevereiro de 2014 as 6

acidente
Duas pessoas morreram e oito ficaram feridas em um acidente na Avenida Vereador José Diniz, Zona Sul de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (12). Um táxi executivo ficou prensado por um ônibus articulado, que bateu na traseira de outro coletivo. Sete viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local. O acidente ocorreu na altura da Rua Laplace.
 
As duas pessoas que morreram estavam no carro que foi esmagado, um Corolla preto com placa vermelha. Os bombeiros não descartam a possibilidade de haver uma terceira vítima no banco traseiro do táxi.
Os oito feridos tiveram ferimentos leves. Quatro deles foram encaminhados para o Pronto-Socorro Bandeirantes e quatro, para o Pronto-Socorro do Servidor Público. 
 
O motorista do ônibus que esmagou o táxi disse que foi fechado pelo taxista, segundo o gerente da SPTRans da Zona Sul de São Paulo, Ricardo Rocha. O major da Polícia Militar que está acompanhando o acidente, Sérgio Watanabe, afirmou que "faltou freio ao ônibus". Segundo Rocha, o motorista do ônibus está muito abalado, mas descartou hipótese inicial dos Bombeiros de que ele teria tido um mal súbito.
 
“Ele estava trafegando no corredor quando repentinamente foi fechado pelo taxista e perdeu o controle. Ele tentou frear, mas não era possível. Pelo que ele me passou, ele trafegava abaixo da velocidade permitida que é de 50 km/h [no corredor].” A SPTrans está fazendo um levantamento sobre o histórico do motorista e disse que mais detalhes só serão confirmados após essa análise.
 
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) recomenda aos motoristas que busquem caminhos alternativos. Às 10h, a Avenida Vereador José Diniz tinha 2,5 km de lentidão no sentido Centro, da Rua da Fraternidade até a Rua Joaquim Nabuco.
 
O analista Tadeu Menezes passava pelo local do acidente e filmou o estado em que ficou o carro. Ele enviou o vídeo ao lado para o VC no G1.
 
Às 8h10, a faixa da esquerda estava totalmente bloqueada no sentido Centro, segundo a enfermeira Aline Raquel Guilherme, que passou pela região no sentido contrário.
 
"Estava tudo parado, o pessoal estava descendo dos ônibus e continuando a pé", disse Aline, que tirou a foto ao lado e a enviou pelo VC no G1.
Por volta das 9h15, os passageiros ainda caminhavam a pé pela via, devido à falta de transporte.
 

veja também