MENU

Empresa aérea não pode vender mais do que pode oferecer, diz Lula

Empresa aérea não pode vender mais do que pode oferecer, diz Lula

Atualizado: Quarta-feira, 24 Novembro de 2010 as 9:56

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta teça-feira (23) que é preciso ter "responsabilidade" para evitar problemas nos aeroportos neste final de ano. Segundo Lula, o governo não quer ver reperido os problemas registrados há três anos. "Não podemos permitir que aconteça o que aconteceu em 2007. Ninguém pode vender mais do que pode oferecer", disse.

"Obviamente que temos mais gente viajando de avião nessa época que as companhias fazem promoção, as pessoas têm oportunidade de viajar. Nós precisamos apenas de responsabilidade, ou seja, as empresas terem responsabilidade, nós do governo termos responsabilidade e o povo todo agir com responsabilidade. Não podemos todos viajar em um único dia, que não tem nem aeroporto nem avião para todo mundo", afirmou.

Segundo ele, o problema de excesso de passageiro é "bom de se resolver". "Se o problema que nós tivermos no aeroporto for por excesso de passageiro, esse é um problema bom para se resolver. O duro é quando tínhamos o mesmo aeroporto e o voo era vazio. Era triste", afirmou.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou, nesta segunda-feira (22), um plano de contingência para tentar conter o caos aéreo no fim do ano em 11 aeroportos do país. Entre as decisões apresentadas estão a proibição de overbooking (quando as empresas vendem mais passagens do que os assentos disponíveis) e endosso entre companhias, ou seja, caso o voo de uma atrase mais de três horas, o passageiro terá direito de embarcar em outra que vá fazer o mesmo trajeto, sem custos adicionais.

As regras valem para o período de 17 de dezembro a 3 de janeiro. De acordo com a Anac, antes do acordo de fim de ano, o overbooking era liberado pela agência e não havia limite de passagens vendidas a mais. As empresas tinham apenas que dar assistência ao passageiro, mesmo que a solução fosse devolver o dinheiro da passagem.

Salário mínimo

Na Base Aérea de Brasília, onde recebeu uma homenagem da banda da Escola Municipal de Tempo Integral Eurides Ferreira de Mello, de Palmas (TO), o presidente ainda falou sobre o projeto de reajuste do salário mínimo. Segundo ele, uma negociação sobre o valor do salário mínimo depende da presidente eleita, Dilma Rousseff.

"Eu tinha um acordo com as centrais sindicais. Eu mandei uma proposta tal como acordada, mas ela não foi votada no Congresso Nacional. Nós temos uma presidente eleita. Eu vou conversar com ela. Paulo Bernardo tem conversado com ela. Se ela quiser fazer qualquer modificação, é só falar que a gente faz acordo e fica certo", disse.

Antes da apresentação da escola, Lula teve uma reunião com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e com o ministro da Agricultura, Guilherme Castro, sobre a indicação brasileira para o cargo de diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Segundo o presidente, o indicado do governo brasileiro será o ministro da Segurança alimentar, José Graziano.

Por: Iara Lemos

veja também