MENU

Enterrado primeiro corpo de vítima de naufrágio em Brasília

Enterrado primeiro corpo de vítima de naufrágio em Brasília

Atualizado: Terça-feira, 24 Maio de 2011 as 3:46

Enterro do corpo da irmã de empresária que promovia festa em barco que naufragou em Brasília (Foto: Marcelo Parreira/G1)

  O corpo da irmã da dona do buffet que promovia a festa no barco que naufragou no domingo à noite no lago Paranoá, em Brasília, foi enterrado na tarde desta terça-feira (24). Flávia Daniela Pereira Dornel tinha 22 anos e era garçonete. Este foi o primeiro sepultamento de vítima do naufrágio.

“É uma injustiça. Eu sou velha, eu que deveria ter ido”, dizia, inconformada, a avó da garçonete durante o sepultamento.

A irmã de Flávia, a empresária Vanda Pereira, também estava muito emocionada. Ela chorou e gritou várias vezes durante o sepultamento. A empresária e a avó tiveram de ser amparadas por familiares.

O pai da jovem foi consolado pelo capelão da Marinha Antônio de Paiva, que atuou o acidente da Gol, em 2006, conversando com familiares de vítimas. Paiva disse que tem conversado tanto com familiares de vítimas já encontradas como de desaparecidos. "A gente tenta se aproximar com cautela, não pode tirar a esperança", afirmou.

Durante o sepultamento, familiares e amigos cantaram músicas religiosas. Todos deixaram o enterro sem dar declarações.

Nesta tarde, mais três corpos serão enterrados. Ainda há pelo menos três desaparecidos do naufrágio. Os bombeiros continuam a fazer buscas no lago. A equipe de mergulhadores encontrou na manhã desta terça a sexta vítima do naufrágio. O corpo de um homem foi localizado a 150 metros da embarcação e a 18 metros de profundidade.  

Foi o segundo corpo encontrado nesta terça. No início dos trabalhos de resgate, os bombeiros localizaram outro corpo de um homem que já foi retirado da água. A vítima ainda não foi identificada.

Na segunda-feira (23) foram encontrados três corpos que já foram identificados. No dia do acidente (22), um bebê de sete meses foi retitado com vida da água, mas morreu quando os bombeiros tentavam reanimá-lo.

Naufrágio

O naufrágio aconteceu por volta das 21h do domingo (22) e as primeiras buscas seguiram até cerca de 2h da segunda. Quando ocorreu o naufrágio, era realizada no barco uma festa organizada pelo buffet da empresária.

O Corpo de Bombeiros informou que mais de 100 pessoas estavam a bordo da embarcação.  Nota divulgada pela Marinha nesta segunda-feira dizia que o barco tinha capacidade para 92 pessoas . O delegado Rogério Leite, da Polícia Fluvial de Brasília, disse na tarde desta segunda-feira (23) que mergulhadores encontraram uma rachadura em uma estrutura na parte de baixo do barco que auxilia na flutuação.

O barco naufragado está a uma profundidade de 17 metros. A visibilidade no local, segundo a major Vanessa Signale, do Corpo de Bombeiros, é baixa. De acordo com a major, o solo do lago na região onde está o barco é poroso e tem restos de construção e galhos de árvores.

Na segunda, em depoimento à polícia, o piloto do barco, Airton Carvalho da Silva Maciel, disse que a embarcação estava inclinada para a esquerda quando deixou o cais. Ele afirmou que pediu aos passageiros para irem para o outro lado, “para compensar” a inclinação.        

veja também