MENU

Equipe de resgate encontrou o corpo da quinta vítima do naufrágio

Equipe de resgate encontrou o corpo da quinta vítima do naufrágio

Atualizado: Terça-feira, 24 Maio de 2011 as 9

Do G1 DF

imprimir O Corpo de Bombeiros encontrou o corpo de um homem adulto no Lago Paranoá por volta das 8h desta terça-feira (24). O corpo ainda não foi retirado da água. As buscas foram retomadas nesta terça por volta das 6h.

"O corpo ainda não foi retirado porque é preciso ter uma estratégia. É necessário avisar primeiro a embarcação de apoio para se fazer o estudo da retirada", informa a major Vanessa Signali.

Nesta segunda-feira (23) foram encontrados três corpos que já foram identificados. No dia acidente (22), o Corpo de Bombeiros resgataram o corpo de um bebê de sete meses.

Naufrágio

O acidente aconteceu por volta das 21h deste domingo (22) e as primeiras buscas seguiram até cerca de 2h desta segunda. Quando ocorreu o naufrágio, era realizada no barco uma festa organizada por um buffet.   O Corpo de Bombeiros informou que mais de 100 pessoas estavam a bordo da embarcação. O coronel Luis Blumm, do Comando Operacional do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, informou que não era possível dizer o número exato de pessoas a bordo na hora do acidente. “Não recebemos uma lista fechada dos passageiros do barco, por isso não é possível dizer por enquanto quantas pessoas estavam a bordo”, afirmou. Entre os desaparecidos, está Valdelice Fernandes, de 34 anos, mãe do bebê de sete meses que morreu afogado no acidente. De acordo com o Blumm, o bebê foi retirado da água pelos bombeiros e recebeu massagem cardíaca, mas não resistiu e morreu na margem do lago.

Causas do acidente

O delegado da Marinha Fábio Rogério Leite Sousa afirmou que abriu um inquérito administrativo para apurar as causas do acidente. Ele disse que há indícios de que havia excesso de passageiros. Segundo ele, a embarcação tinha capacidade para 90 pessoas, sendo que o Corpo de Bombeiros havia resgatado, até a 1h desta segunda-feira, 92 pessoas.

Outra hipótese que poderia ter provocado o acidente é um suposto choque da embarcação com uma lancha.

Sousa disse ainda que os documentos da embarcação estavam em dia. O delegado não soube dizer com certeza de onde a embarcação partiu. Em nota, a Associação dos Servidores da Câmara dos Deputados (Ascade) informou que o barco se chamava Imagination e era de propriedade particular.          

veja também