MENU

Escola desenvolve projeto sobre educação no trânsito

Escola desenvolve projeto sobre educação no trânsito

Atualizado: Segunda-feira, 27 Setembro de 2010 as 9:11

A importância do respeito às leis de trânsito e como as crianças podem ser agentes na fiscalização são temas tratados diariamente na Escola Municipal Ivaiporã, no bairro Capão Raso, em Curitiba.

Professoras da escola desenvolveram um projeto sobre trânsito, que foi aprovado posteriormente pela Universidade-Escola, da Prefeitura de Curitiba. O trânsito, uma convivência natural para todos os cidadãos - seja como motorista ou como pedestre -, passou para dentro do colégio.

No pátio da escola, por exemplo, existem placas de trânsito. No lugar da placa de Proibido Estacionar, os alunos têm de respeitar a sinalização de Proibido Correr. E assim vão incorporando a necessidade de respeitar a regra.

O projeto nasceu como consequência de um outro programa dentro da escola, sobre biodiversidade, realizado em março deste ano. Professores e alunos começaram a falar de meio ambiente.

Veio o assunto sobre a poluição dos carros e para comentar sobre o trânsito foi um pulo. O projeto ganhou o nome de "Eu vou, tu vais, ele vai, nós vamos. Onde? Nos conscientizar sobre a educação no trânsito".

"Começamos a aplicar mesmo o projeto sobre trânsito em agosto deste ano e vamos até o final de novembro", explica a professora de Educação Física Marilis Quoos, uma das idealizadoras do projeto, ao lado das professoras Viviane Kuzma e Maria Elisa Hey.   Uma das ações já realizadas foi um concurso de frases entre os estudantes. O aluno vencedor, de 9 anos, fez uma frase falando sobre como os pais são exemplos para as crianças, especialmente no trânsito.

Para celebrar a Semana Nacional de Trânsito (que está sendo encerrada hoje), alunos, pais, professores e a comunidade se reuniram ontem pela manhã em frente à escola e realizaram uma caminhada até a Praça Zumbi dos Palmares.

Foram 680 inscrições para participação no evento de ontem. O trajeto foi percorrido de bicicleta pelas crianças. "Além da paz no trânsito, estamos falando sobre o uso excessivo do carro, ainda mais em curtas distâncias", comenta Marilis.

Durante o caminho houve declarações sobre os perigos do trânsito. Christiane Yared, mãe de Gilmar Rafael Yared, morto em um acidente de trânsito em maio do ano passado, também participou da caminhada e falou sobre o ocorrido e a necessidade da educação para o trânsito. "A educação tem início com as crianças. Esta é a idade ideal para começar a falar de trânsito. Elas cobram naturalmente atitudes dos pais e da sociedade", analisa.

Postado por: Guilherme Pilão

veja também