MENU

Escolas de Maringá criam medidas para acabar com o atraso dos alunos

Escolas de Maringá criam medidas para acabar com o atraso dos alunos

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 3:23

  Duas escolas estaduais de Maringá, no Norte do Paraná, criaram regras para punir os alunos que chegam atrasados para as aulas. No Colégio Gastão Vidigla, quem não cumpre o horário pode assistir o restante das aulas, mas deve esperar no pátio ou no refeitório da instituição. Além disso, todas as vezes que ocorrem os atrasos eles precisam assinar o Cadastro dos Faltosos, registro criado pela secretaria da escola. Os pais dos estudantes também são avisados da penalidade.

No Instituto de Educação, a medida adotada pela direção para acabar com os atrasos é mais rígida. Uma faixa na frente do colégio deixa clara a informação com os horários que os estudantes devem cumprir. Diante da regra, os estudantes reclamam e dizem que deveria ter pelo menos cinco minutos de tolerância.

A diretora Neide Clemente afirma que a medida adotada no Instituto de Educação teve resultados positivos. "Os pais e alunos foram avisados com antecedência sobre a nova regra. Quando os alunos atrasados ficavam no pátio o barulho acabava atrapalhando os outros estudantes que estavam em sala de aula", explicou.

O Conselho Tutelar diz que a medida adotada pela segunda  instituição não está de acordo com a lei e que o Ministério Público será acionado para regularizar outras normas, já que os adolescentes ficam em situação de risco quando não podem entrar na sala de aula.        

veja também