MENU

À espera de exame de DNA, pais de bebês seguem apreensivos

À espera de exame de DNA, pais de bebês seguem apreensivos

Atualizado: Terça-feira, 22 Março de 2011 as 12:49

Os pais de um casal de gêmeos que suspeitam de troca de bebês em uma maternidade em Santos, no litoral paulista, estão apreensivos pelo resultado do exame de DNA, que deve ser divulgado na tarde desta terça-feira (22).

Logo após o nascimento, os bebês foram identificados como sendo do sexo masculino, mas sete horas depois uma enfermeira percebeu que um deles era uma menina. A família agora quer saber se houve uma troca de crianças ou se realmente o menino e a menina são irmãos.

Os pais que pretendiam dar aos filhos os nomes de Gustavo e Nicolas já estão chamando os bebês de Gustavo e Nicole.     O diretor do Hospital São Lucas diz não acreditar que o erro tenha acontecido. Para Sérgio de Melo, diretor da instituição, as crianças são irmãs e ocorreu uma falha da equipe de enfermagem, que adiantou a confecção das pulseirinhas de identificação para dois meninos.

“Eu acredito que isso tenha sido uma falha humana, porque como existia a afirmação de dois bebes do sexo masculino, a enfermagem já adiantou e fez as pulseirinhas com o nome dos meninos, que a mãe já tinha fornecido o nome dos meninos. E nasceu uma menina."

Os outros bebês que nasceram no hospital no mesmo dia já tiveram alta.

As crianças alvo da polêmica nasceram com diferença de um minuto entre um parto e outro. Da sala de cirurgia foram para o berçário, tomaram banho e depois foram levadas para o quarto. A família tentou falar com os médicos após descobrir que um dos bebês era uma menina, mas como ninguém deu nenhuma explicação, resolveu chamar a polícia. Imagens feitas por familiares na hora do parto mostram as pulseiras de bebês do sexo masculino.

Cinco ultrassonografias foram feitas durante a gravidez, e todas indicaram que os bebês eram meninos. As chances de erro neste tipo de exame é de 20%, segundo os médicos. No caso de gêmeos, as chances aumentam, já que os bebês ficam muito próximos no útero, dificultando a identificação do sexo.    

veja também