MENU

Espera por consulta odontológica chega a até dois anos em Curitiba

Espera por consulta odontológica chega a até dois anos em Curitiba

Atualizado: Segunda-feira, 5 Setembro de 2011 as 1:29

A falta de dentistas que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Curitiba faz que a fila de espera por uma consulta chegue a até dois anos. Os 610 profissionais contratados pela prefeitura reclamam da alta demanda e pedem aumento. O paciente Leandro dos Santos conta que esperou por dois anos para conseguir o tratamento de canal. "Não consegui antes. Demorou, demorou, e o dente incomodando".

De acordo com dentistas de um dos dois Centros de Especialidades de Odontológicas (que atendem casos mais graves e que precisam de tratamentos longos), a espera é longa em virtude da falta de profissionais. "Hoje nós temos em torno 4.800 pessoas na fila oficialmente para tratamento de canal, a demanda realmente é muito grande", explicou a dentista Gisele. Sibele de Oliveira complementa: "A demanda é muito grande para proxe total. E o número de profissionais que executa esse tratamento é muito pequeno, existe uma fila também imensa de praticamente dois a três anos". 

“Estamos em uma campanha para que o gestor reconheça a importância da saúde bucal e que dê também essa gratificação de 100% nos salários”, disse o dentista Shomivachi.

Segundo a Secretária de Saúde de Curitiba, Eliane Chomatas, o salários dos dentistas terá um aumento de 21%. “Nesse momento agora, além do reajuste que foi dado para todos os servidores municipais, a prefeitura está ofertando para os cirurgiões odontólogos um aumento real de 21% no salário. Além dos reajustes anuais que são dados a todos os servidores”.

Em entrevista ao Bom Dia Paraná, da RPC TV , o presidente do Conselho Regional de Odontologia do Paraná, Roberto Cavali, afirmou que a proposta da secretaria municipal foi recusada pela classe. "Os profissionais da odontologia da Secretaria Municipal de Curitiba já foram contra essa proposta. Não aceitaram. O pedido deles é que seja feita a isonomia com os salários dos médicos. Até porque, até este momento, os salários dos odontólogos e dos médicos sempre foram iguais".

Além disso, para Cavali o número de vagas para dentistas em concursos públicos de prefeituras deveria aumentar. "Com certeza, nós teríamos mais profissionais com boa qualificação, e trabalhando com a maior boa vontade possível", concluiu.          

veja também