MENU

Estilista acusado de matar companheiro vai a júri popular

Estilista acusado de matar companheiro vai a júri popular

Atualizado: Sexta-feira, 2 Julho de 2010 as 7:38

Quase seis anos depois da morte do estilista Amaury Veras, da grife Frankie Amaury, a 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio confirmou que o companheiro e também estilista Frankie Mackey irá a júri popular. Ele havia entrado com recurso para que fosse julgado apenas pelo juiz.O estilista argentino Frankie Mackey é acusado de ter assassinado o sócio Amaury Veras no dia 2 de setembro de 2004, no apartamento dos dois, no Arpoador, Zona Sul do Rio. O corpo de Amaury foi encontrado pendurado pelo pescoço por uma encharpe amarrada à porta da varanda de seu quarto.Frankie teria sido o primeiro a chegar ao local do crime. Para a polícia, ele caiu em contradição ao informar o horário que chegou ao apartamento, a forma como removeu o corpo de Amaury e, ainda, sobre a posição da echarpe. ‘Ânimo de matar’ De acordo com a denúncia do Ministério Público, Frankie teria desferido o golpe que provocou os ferimentos em Amaury. Segundo os promotores, depois de atingir Amaury, Frankie, “com ânimo de matar”, asfixiou o estilista. Ele foi acusado de homicídio qualificado por asfixia e por impedir a defesa da vítima.

Segundo o laudo do Instituto Médico Legal (IML), lesões na cabeça causaram a morte de Amaury. O então diretor do IML, Roger Ancilotti, afirmou, na época, que o exame apontou que, tanto a pancada na cabeça como a fratura na base do crânio, identificadas no laudo cadavérico, foram antes da morte de Amaury.

Histórico da dupla A dupla, que conquistou o mercado da moda nos anos 80, com a grife Frankie Amaury, chegou a ter cinco lojas no Rio. Por problemas financeiros, elas fecharam em 2004.

Frankie conheceu o carioca Amaury nos anos 70, na Escola de Belas Artes. Eles se mudaram para Buenos Aires e, em seguida, foram para a França. Em 1980, introduziram a camurça no verão do Brasil.

veja também