'Estou no CTI, estou em hemorragia', diz Cissa Guimarães

'Estou no CTI, estou em hemorragia', diz Cissa Guimarães

Atualizado: Segunda-feira, 30 Agosto de 2010 as 3:55

“Estou no CTI ainda, estou em hemorragia. Vou sair do CTI uma pessoa muito melhor”, afirmou a atriz Cissa Guimarães em entrevista exibida nesta segunda-feira (30) no programa Mais Você . A atriz falou sobre a morte do filho Rafael Mascarenhas, atropelado quando andava de skate no Túnel Acústico, que estava interditado para carros, na madrugada do dia 20 de julho.

A atriz afirmou que “tudo vai ficar melhor”, comentando a declaração que deu durante uma homenagem feita ao filho no túnel, quando disse que “ia volta a sorrir”. Cissa disse “precisar de tempo”.

Ela contou que está fazendo terapia do luto, que é preciso falar sobre a dor. A atriz explicou que não vive um dia de cada vez, mas sim "um minuto de cada vez".

“Ela te faz conviver com isso de uma maneira que fica pontual. São coisas que você não sabe. O que eu faço com o quarto? Eu escuto muito as pessoas falarem ‘um dia após o outro’. Não, é um minuto após o outro. Eu estou aqui conversado com você, e daqui a pouco eu estou completamente louca e daqui a pouco eu estou rindo. E daqui a pouco eu estou querendo encontrar ele lá, e daqui a pouco eu estou trancada no quarto, daqui a pouco eu sinto falta de ar, e daqui a pouco eu estou querendo ir à praia”, explicou.

“A terapia do luto é um pouco isso, você está viva, você tem que continuar. Isso que eu acho muito interessante. O que eu faço com a fotos? Tem dias que quero ver, tem dias que eu não quero ver. Não tem regra. Cinco minutos antes de qualquer compromisso, inclusive meu espetáculo, eu posso dizer não, sem a menor culpa. De qualquer coisa. Tranquilamente. Porque o corpo não vai e você não pode se forçar. A hemorragia é minha. Eu que estou com uma hemorragia interna absurda”.

Cissa agradeceu todas as manifestações de apoio que tem recebido. "Eu queria agradecer a todo mundo. Inacreditável. Do fundo do que restou no meu coração, muito obrigada. Eu preferia não saber que era tão querida. Preferia nao ter essa noção, mas o Rafa me deixou isso de presente", disse ela.

"O que posso dizer é que a gente tem que transformar, o sentido que uma dor dessa pode ter é de transformação. Olhar para dentro de você e usar isso para melhor você com os outros, para fazer coisa melhor com sua vida, rever seus valores, renascer. Aquela Cissa eu não sou mais. Nunca mais eu vou ser“, completou.

Sobre Rafael Bussamra, o jovem que confessou ter atropelou o filho da atriz, Cissa afirmou estar “trabalhando para não sentir pena”.

“Não tenho nada em relação ao rapaz. Na verdade, é um sentimento que estou trabalhando para não ter. Este menino deve estar muito pior do que eu. Este pai deve estar pior do que eu. Que isto sirva para que todos nós tenhamos confiança. Não se pode educar o filho desta maneira. Se aconteceu alguma coisa filho não vai prestar socorro? Fazer pega é uma maluquice”, disse.

Ao final da entrevista, Cissa comentou: “Queria muito agradecer os 18 anos que passei com o Rafa. Muito obrigada, filho”.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também