MENU

Eu não posso virar cronista disso, diz Serra sobre escândalos

Eu não posso virar cronista disso, diz Serra sobre escândalos

Atualizado: Quinta-feira, 16 Setembro de 2010 as 8:33

O candidato tucano à Presidência da República, José Serra, preferiu não comentar nesta terça as denúncias que envolvem o filho da ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, e a quebra de sigilo fiscal de pessoas ligadas a ele e ao PSDB.

“Eu quero falar aqui [no Pará] de coisas positivas. Notícias estão acontecendo. Eu não posso virar cronista disso”, afirmou o tucano, durante entrevista coletiva em Belém (PA). “Vamos acompanhar. Já disse que era algo grave. A gente vai acompanhando”, completou Serra.

O presidenciável tucano prometeu investir em saúde no Pará, asfaltar a rodovia Transamazônica. “Vamos fazer policlínicas, os ambulatórios médicos de especialidades e exames com cerca de 150 mil consultas por mês”, afirmou Serra. “Nós vamos de fato fazer o asfaltamento da Transamazônica”, ressaltou. Serra defendeu que todas as regiões do Brasil sejam desenvolvidas de forma conjunta. “O Brasil não vai nunca se desenvolver, se junto não se desenvolverem todas suas regiões. Se o Brasil vai para a frente e uma região vai para trás, puxa o Brasil para trás. Nós temos que pensar o Brasil como um todo”, afirmou.

Depois de Belém, Serra seguiu para o município de Altamira, na região do Xingu, onde será construída a hidrelétrica de Belo Monte. O tucano criticou o governo Lula a respeito da forma como é tratado o planejamento da usina.

“O que quero é fazer bem Belo Monte porque é uma usina que começou com três problemas: um problema financeiro-econômico, um problema ambiental e um problema social”, disse o candidato.
O tucano também falou sobre a necessidade de se investir em saneamento no Brasil. Para ele, deve-se “definir as prioridades por IDH, índice de desenvolvimento humano, quanto mais baixo o índice, mais investir em saneamento”.

“No Brasil, ainda tem 12 milhões de casas que não têm água, 32 milhões não têm nem coleta de esgoto”, alertou Serra.

veja também