MENU

Eu nunca ia imaginar perder os dois, diz filho de casal morto afogado

Eu nunca ia imaginar perder os dois, diz filho de casal morto afogado

Atualizado: Terça-feira, 26 Outubro de 2010 as 8:16

O filho do casal que morreu afogado na noite desta segunda-feira (25) depois que o carro em que os dois estavam foi arrastado pela enxurrada disse que não imaginava perder o pai e a mãe de uma só vez. Os dois não conseguiram sair do veículo – uma vizinha e uma sobrinha de 9 anos, que estavam no banco de trás, conseguiram escapar do alagamento na Zona Sul de São Paulo.

“Perder a minha mãe e o meu pai de uma vez só, eu nunca ia imaginar”, disse o técnico de informática Jonatas Martins de Souza. A água chegou a cobrir o veículo. O casal tinha ido ao supermercado e estava voltando para casa na hora do temporal. Quem estava na região só conseguiu chegar no carro depois que a chuva ficou mais fraca.

“Estourei os vidros, aí chegou o pessoal da PM e foi quando tiramos eles lá de dentro, mas os dois já estavam desacordados. Toda vez que chove acontece isso. Toda vez que vai passar carro arrasta mesmo”, afirmou o metalúrgico José Erivaldo Silva dos Santos.   A mulher e a menina que estavam no carro foram levadas para o hospital, receberam atendimento médico e foram liberadas.

A chuva forte provocou alagamentos em ruas e casas. No Campo Limpo, também na Zona Sul, chegou a chover granizo. Toda a cidade ficou em estado de atenção, e as operações do aeroporto de Congonhas ficaram suspensas por meia hora.

A pior situação, entretanto, foi em Americanópolis, onde o casal morreu afogado. A faxineira Nazaré da Silva passou mal quando viu a casa debaixo d’água. “Eu vi a hora que eu ia perder os meus filhos, eu estava sozinha com as crianças pequenas, e de repente a água invadiu dentro de casa, ficou quase no teto a água, travou esse portão aqui.”    

veja também