"Eu penso em mais filhos"

"Eu penso em mais filhos"

Atualizado: Terça-feira, 31 Agosto de 2010 as 10:23

Linda e bem-sucedida, a apresentadora Angélica (36) reinou absoluta no Fashion Weekend Kids, evento de moda infantil realizado no Shopping Iguatemi, em São Paulo. Mãe coruja de Joaquim (5) e Benício (2), da feliz união com o também apresentador Luciano Huck (38), ela revela que depois que teve os meninos soube que ser mãe era o que ela sempre quis na vida. "Depois que fui mãe, descobri que buscava alegrias e sensações que nem sabia o que eram", diz Angélica, que planeja aumentar a família. "Eu penso em mais filhos. Queremos ter mais, mas estou adiando um pouco. Só para ano que vem", confessa a loira.

Relembrando os tempos de apresentadora infantil, ela desfilou para a PUC entre as crianças com muita desenvoltura. "Quando eu era criança desfilava assim também, então foi bacana reviver. Na minha época era diferente, nem tinha tanta criança desfilando. Hoje em dia tem um monte de modelos mirins. Elas são muito bonitinhas", elogia a estrela, que comanda as atrações Vídeo Game e Estrelas, ambos na Globo. "Acabo de gravar uma participação com o Luciano na série As Cariocas. Foi uma delícia, fiquei com saudade quando acabou", diz.

Nos bastidores, Angélica recebeu o carinho dos pais, Angelina (64) e Francisco Ksyvickis (70). "Adoro ver as crianças e acho muito bom poder estar aqui hoje e relembrar a carreira da minha filha, vendo ela desfilar como antigamente", comenta d. Angelina. Enquanto sua beleza era realçada pelo seu beauty artist oficial, Celso Kamura (50), seu fiel escudeiro, ela concedeu entrevista à CARAS onde falou sobre maternidade e educação.

- Que tal ser mãe?

- Quando fui mãe, descobri que era isso o que eu queria a vida toda. Com o meu trabalho, eu sempre estive muito perto de crianças, sempre tive ligação, mas aquilo não me completava de verdade, não me deixava plena e feliz. Com filho é isso, a gente sempre faz tudo por eles e para eles. Hoje, entendo o que é ser mãe coruja, é você sentir um amor mais profundo, sentir saudades e sempre querer estar junto. Sempre.

- Por que eles não vieram?

- Acho complicado ficar trazendo eles, mas vou pedir para alguém gravar um pouco do desfile para eles verem onde eu estava quando chegar em casa. Luciano foi levá-los ao Cristo Redentor hoje. Imagina o perrengue? (risos)

- Ele é um pai participativo?

- Luciano é superparticipativo, mas também viaja muito. Agora, quando ele está em casa, realmente cuida dos meninos.

- Pretendem ter mais filhos?

- Pensamos em mais filhos, sim, mas eu estou adiando um pouco. Acho que só para o ano que vem.

- Como gosta de vesti-los?

- Gosto de vestir os meus filhos sempre iguais, eu acho bonitinho. Não gosto de criança com unha pintada, batom e salto, mas pode ser que eu pague a minha língua se for mãe de uma menina. Se ela pedir, não sei se vou conseguir dizer não, mas acho que criança deve estar sempre confortável.

- Qual considera ser a parte mais difícil na maternidade?

- Educar é uma das coisas mais Difíceis de todas, ainda mais no mundo de hoje, cheio de informações ruins. Você liga a TV e vê violência. Mas sendo o núcleo familiar uma coisa forte, já é meio caminho andado. Educo com base na minha intuição, no que aprendi em casa e na minha vida.

- Sentiu diferença nos cuidados de um filho para outro?

- Com Joaquim eu era mais neurótica, achava que se não desse o banho, a comidinha, ele não ia gostar de mim. No segundo filho você relaxa, aprende que pode conciliar trabalho com os cuidados com eles. E que tudo isso depende se você tem prazer ou não. Nem toda mulher sente prazer em dar comida para a criança porque ela faz 'charme', não quer comer, aí a mãe fica nervosa e passa uma coisa ruim para o filho.

- O que é mais gostoso da convivência em família?

- Férias é o mais legal. Ficamos os quatro juntos 24 horas por dia durante 20 ou 30 dias. É sensacional. A gente foi para a Croácia onde ficou 12 dias. Depois, fomos para Berlim, Londres e Amsterdã. É muita coisa, não é? (risos).

    caras terra.com.br

veja também