MENU

Evite os acidentes durante as férias, eles podem causar lesões irreversíveis

Evite os acidentes durante as férias, eles podem causar lesões irreversíveis

Atualizado: Quarta-feira, 2 Julho de 2008 as 12

Dados estatísticos da Clínica de Lesão Medular da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) de 2007 apontam que a maioria dos pacientes portadores de lesões medulares traumáticas poderiam ter evitado seus traumas de coluna por meio de medidas preventivas. Os acidentes de trânsito, por exemplo, são responsáveis por quase 33% dos casos registrados nesse estudo e figuram em segundo lugar, perdendo apenas para acidentes com armas de fogo (40%). O alerta para os riscos de acidentes de trânsito ganha uma importância ainda maior nos períodos de férias, quando muitas pessoas aproveitam para viajar e o número dessas ocorrências aumenta.

O levantamento mostra ainda que quedas de altura e mergulhos em águas rasas são, respectivamente, a terceira e a quarta maiores causas de lesões medulares adquiridas. O impacto ao bater a cabeça no fundo de piscina, lagoa, rio ou represa, poderá causar fratura em pontos da coluna vertebral. Na maioria dos casos isso significa uma paralisia total ou parcial dos membros inferiores. O mesmo acontece com as quedas de altura.

"A tragédia que vai deixar seqüelas para o resto da vida tem origem em atividades do cotidiano. Muitas das pessoas que chegam à AACD com lesão medular traumática que as deixaram paraplégicas e tetraplégicas, simplesmente caíram da laje de cobertura de suas casas durante um churrasco ou empinando uma pipa. Em outros casos, um simples mergulho numa lagoa, rio ou em piscinas, durante um agradável final de semana, sem saber que a baixa profundidade não permitiria que a pessoa se lançasse de cabeça na água, leva ao trágico acidente", comenta Eduardo de Almeida Carneiro, presidente voluntário da AACD.

Nas férias ou em feriados prolongados, estes acontecimentos estão mais propícios a acontecer, tanto no percurso da viagem quanto em mergulhos. Longe das salas de aula, o lazer em alguns bairros das grandes metrópoles se resume às atividades como empinar pipas nas lajes das casas, por exemplo. A prevenção e o cuidado são cruciais para que as brincadeiras não acabem em graves acidentes, com conseqüências que ficarão por toda a vida.

veja também