MENU

Ex-diretores de centro de seleção da UnB são expulsos do serviço público

Ex-diretores de centro de seleção da UnB são expulsos do serviço público

Atualizado: Quarta-feira, 3 Fevereiro de 2010 as 12

Quatro ex-diretores do Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe), órgão ligado à Universidade de Brasília (UnB), foram expulsos do serviço público por causa de irregularidades na gestão do órgão entre 2001 e 2005.

A decisão foi tomada pela Controladoria Geral da União (CGU) e pelo Ministério da Educação (MEC), que integraram uma comissão disciplinar formada para apurar as irregularidades dos ex-servidores.   

Além da  ex-diretora geral do Cespe, Romilda Guimarães Macarini, também foram expulsos os ex-diretores Créa Antônia de Almeida, Augusto Pinto da Silva Neto e Raimundo Cosmo de Lima Filho

De acordo com a CGU, Romilda e Créa Antônia fizeram pagamentos a empresas por supostos serviços contratados sem licitação e autorizaram o fracionamento de despesas licitáveis. A ex-diretora geral ainda recebeu indevidamente remuneração por prestação de serviços ao Cespe, quando ela mesma chefiava a instituição.

Augusto Pinto da Silva Neto e Raimundo Cosmo de Lima Filho foram demitidos pelo uso sistemático de suprimento de fundos para pagamento de despesas pessoais, além de exceder o limite mensal de despesas e pagar notas fiscais em valores superiores ao legalmente permitido.

De acordo com a CGU, o total de recursos aplicados irregularmente no período chega a R$ 210 milhões. Além desse montante, a contratação de parentes dos ex-diretores para suposta prestação de serviços ao Cespe gerou prejuízo de mais R$ 5,7 milhões aos cofres públicos.

A investigação em torno das irregularidades foi desencadeada com a Operação Campus Limpo, realizada pela Polícia Federal e pela CGU, a pedido do Ministério Público Federal.

Por: Luana Lourenço

veja também