MENU

Ex-pugilista baiano Holyfield recebe alta médica, diz Sesab

Ex-pugilista baiano Holyfield recebe alta médica, diz Sesab

Atualizado: Segunda-feira, 24 Outubro de 2011 as 2:59

'Não tomo título de herói, porque foi com minha família. Eu faria isso por qualquer

 pessoa', disse ex-lutador (Foto: Reprodução/Tv Bahia)

  O ex-pugilista baiano Reginaldo Andrade, 45 anos, mais conhecido como "Holyfield", recebeu alta médica do Hospital Geral do Estado (HGE) na quarta-feira (19). A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) informou sobre a alta de Holyfield nesta segunda-feira (24).

Holyfield estava internado desde o dia 8 de setembro, quando sofreu queimaduras em diversas partes do corpo após salvar os sobrinhos de um incêndio na casa onde moravam no bairro de Massaranduba, em Salvador. Ele passou por uma cirurgia e ficou em observação na enfermaria do hospital por mais de um mês.

No dia 11 de outubro, ainda no HGE, o ex-pugilista conversou com a imprensa pela primeira vez após internamento. "Você sabe, todo mundo vê, queimadura é uma coisa lenta e dolorosa. Eu me queimei muito. Na realidade, estou com a perna imobilizada, porque ficou 100% queimada. Mas tenho fé em Deus. Eu quero agradecer a Bahia. Eu me sinto como um campeão. A Bahia me nocauteou com seu carinho, com seu modo de me agradar. Eu fiquei muito feliz", disse emocionado.   Reginaldo Holyfiled falou ainda sobre as dificuldades na recuperação. "Queimei 70% do meu corpo. A recuperação é lenta e dolorosa. Senti muita dor. Até hoje, na hora do curativo, é uma dor que você não imagina. Não consigo segurar nada com a minha mão, porque não tenho força. Meus fisioterapeutas tiveram um trabalho grande. Agradeço a eles pelo cuidado, aos enfermeiros, médicos", completou.

Na ocasião, o ex-lutador ainda lembrou como tudo aconteceu e disse que não se considera herói por ter salvado os dois sobrinhos do incêndio. "Realmente não tomo título de herói, porque foi com minha família. Acho que eu faria isso por qualquer pessoa naquela situação. A gente não mede o sofrimento. É a necessidade, a gente não quer nem saber. Foi muito fogo. Eu me queimei muito. Ai dentro do fogo, desmaiei. As crianças estavam no quarto. Foi doloroso', conta.

Voltar aos ringues

Sobre a vontade de voltar aos ringues, o ex-lutador falou chorando. "Eu acabei. O esporte para mim não tem mais sentido. O esporte me deu muita gente, fiz grandes amizades, mas o dinheiro eu não ganhei."

O lutador

Reginaldo Holyfield nasceu em abril de 1966, na capital baiana. Em sua carreira como pugilista, ele conquistou seis campeonatos brasileiros, quatro títulos sulamericanos, seis latinos, um hispânico, um internacional e dois campeonatos mundiais na categoria supermédio, para lutadores de até 76,2 quilos.

Das 47 lutas profissionais que realizou, Holyfield venceu 33 por nocaute e perdeu cinco combates.        

veja também