Exame confirma que mulher morta em Ribeirão Preto tinha dengue

Exame confirma que mulher morta em Ribeirão Preto tinha dengue

Atualizado: Sexta-feira, 11 Fevereiro de 2011 as 9:14

A Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto, a 313 km de São Paulo, confirmou nesta quinta-feira (10) que a auxiliar de enfermagem Flávia Patrícia Quirino de Araújo, de 36 anos, morta no fim de janeiro, estava com dengue.

O exame feito pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, ainda apura o tipo de dengue que a paciente contraiu – a suspeita é de que seja dengue hemorrágica. De acordo com a diretora da Vigilância em Saúde do município, Maria Luísa Santa Maria, ainda faltam exames que apontem se Flávia de fato morreu por causa da doença.

A paciente era casada e deixou três filhos. Segundo a família da vítima, ela começou a ter fortes dores de cabeça no dia 23 de janeiro. Após ser atendida em um hospital, por convênio particular, ela foi liberada. A mulher voltou ao hospital com as mesmas queixas ao longo da semana. No dia 27, ela foi internada às pressas com suspeita de dengue hemorrágica, mas não resistiu.

Em 2010, nove pessoas morreram vítimas da dengue em Ribeirão Preto e mais de 30 mil pessoas tiveram a doença. De acordo com a Secretaria da Saúde, Ribeirão Preto tem quatro novos casos de dengue por dia.

Procurada, a Secretaria de Estado de Saúde informou que irá apurar se esta morte é listada como a primeira relacionada à doença no estado em 2011.    

veja também