MENU

Explosão de bueiro no centro do Rio deixa prejuízo de R$ 900 mil

Explosão de bueiro no centro do Rio deixa prejuízo de R$ 900 mil

Atualizado: Quarta-feira, 23 Fevereiro de 2011 as 1:15

A explosão de um bueiro na avenida Presidente Vargas, perto da rua Uruguaiana, no centro do Rio de Janeiro, na manhã de terça-feira (22), causou um prejuízo de cerca de R$ 900 mil ao comércio da região, de acordo com cálculo realizado após estimativas iniciais do diretor da Associação Comercial do Rio de Janeiro, Daniel Plá. 

No entanto, esse número pode ser maior, já que ainda não é possível mensurar o valor das perdas de cada escritório que dispensou seus colaboradores, além dos danos causados na rede de informática do Detran-Rio, onde centenas de usuários e funcionários aguardavam na calçada, até meio-dia, o restabelecimento do sistema de serviços. De acordo com eles, o problema começou por volta das 10h. 

Segundo Plá, cada estabelecimento teve um prejuízo de R$ 1.000 por hora em que ficou sem iluminação. As três horas em que a região da avenida presidente Vargas ficou sem luz fechou cerca de 300 estabelecimentos e, pelo menos, sete prédios dispensaram os seus funcionários.

- De fato este tipo de ocorrência afeta a região. O centro do Rio é uma área bastante comercial, são mais de 2 milhões de pessoas que circulam todos os dias por lá e todo o comércio da região foi afetado. Além disso, este tipo de evento causa um certo trauma nas pessoas que circulam pela área. 

Confira também prédio do Detran fica sem luz após explosão em bueiro A Uruguaiana é a principal rua de comércio do centro do município, onde estão as lojas mais valorizadas. Segundo a associação, o aluguel de cada estabelecimento fica entre R$ 10 mil e R$ 30 mil.

O diretor afirmou ainda que, se o incidente tivesse ocorrido entre meio-dia e às 14h, o prejuízo seria , no mínimo, duas vezes maior.

Questionada sobre a manutenção da rede subterrânea da região, a assessoria de comunicação da Light não respondeu à equipe do R7, até a publicação dessa reportagem, quando foi a última vez que a empresa realizou o serviço no local.

Acidente mais sério 

Um casal de norte-americanos ficou ferido na tarde do dia 29 de junho de 2010 por causa de uma explosão num bueiro em Copacabana, zona sul do Rio. A turista Sara Lawri, de 28 anos, teve 80% do corpo queimado. O marido dela, David Melaugheim, teve 35% do corpo atingido pelas chamas ao se jogar sobre a mulher para tentar ajudá-la. Sara só teve alta após 68 dias de internação.

Este tipo de ocorrência não é raro na cidade. No dia 21 de novembro de 2010, um bueiro da Light, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no Rio, explodiu na rua Duvivier, em frente ao hotel Real Palace, em Copacabana.

Menos de um mês depois, no dia 12 de dezembro, técnicos foram acionados para controlar uma fumaça em um transformador da empresa, localizado dentro de um bueiro na rua Hilário de Gouveia, também em Copacabana.    

veja também