MENU

Exposição em Madri mostra universo do cineasta Federico Fellini

Exposição em Madri mostra universo do cineasta Federico Fellini

Atualizado: Quinta-feira, 15 Julho de 2010 as 10:14

As obsessões do cineasta italiano Federico Fellini, as imagens que o inspiraram e todas relacionadas ao seu trabalho são mostradas em uma exposição que reúne fotografias, desenhos, revistas, entrevistas e filmes.

"Federico Fellini: O Circo das Ilusões", que abre suas portas em Madri nesta quinta-feira, dia 15 de julho, reúne 400 peças que conformam um percurso temático, sobre "o que lhe inspirou, o que construiu e o que imaginou", destacou durante a apresentação Ignasi Miro, diretor da área de cultura da fundação La Caixa.

Detalhe de um dos ambientes da mostra em Madri, que traz pôsteres e trechos de filmes do diretor

A filmografia de Fellini (Rímini,1920 - Roma,1993) constitui um mundo particular, privado e pessoal de imagens líricas e poéticas, com as quais fez uma valente defesa da imaginação. "Minha memória não é feita de lembranças. Para mim, é muito mais natural inventar minhas lembranças", afirmava o diretor.

"Não elegemos um percurso cronológico nem filmográfico, já que o melhor lugar para se aproximar da obra de Fellini é o cinema. Nosso interesse foi mostrar a elaboração das imagens e como usou as fotos para elaborar sua linguagem cinematográfica", afirmou o responsável pela exposição, Alexander Therwath.

Universo Fellini

A justaposição e o diálogo "das imagens fixas com as encorajadas são pontos essenciais do percurso. A exibição de fotos, revistas, desenhos, junto a seus filmes, contribui para a explicação dos mecanismos que levam à construção de imagens no universo Fellini".

Além disso, destacou Therwath, a exposição mostra o que é contemporâneo na obra do cineasta. "Suas imagens, assim como seu ponto de vista e sua crítica à imprensa, seguem atuais".

Fellini foi considerado na Itália "um diretor valente, mas conservador e reacionário, porque não mostrava interesse social e assim era considerado pelos críticos do momento", comentou Vittorio Boarini, presidente da Fundação Fellini em Rímini.

Para Boarini, "a exposição contribui para mostrar que o cineasta foi um crítico da modernidade".

"Federico Fellini: O Circo das Ilusões" se articula em quatro eixos: "Fellini e a Cultura Popular"; "Fellini em Seu Trabalho"; "A Cidade das Mulheres" e "Fellini e a Invenção Biográfica".

Dentro destes âmbitos, é desenvolvida uma série de módulos temáticos, que tratam de temas presentes na obra de Fellini.

Fotografia da mostra "Federico Fellini: o Circo das Ilusões"

Entre eles, estão o circo, a caricatura, o rock, a mulher, a ambiguidade de seu sentimento religioso, os sonhos, sua relação com os meios de comunicação, sua atração pela imprensa ilustrada, sua repulsão à televisão e seu desdém à publicidade.

A exposição é organizada pela Fundação Fellini para o cinema, de Sion (Suíça), a Fundação Federico Fellini de Rímini e a cinemateca de Bolonha.

veja também