MENU

Fabricante diz apurar caso de mulher que encontrou rato em salgadinho

Fabricante diz apurar caso de mulher que encontrou rato em salgadinho

Atualizado: Quinta-feira, 13 Outubro de 2011 as 2:54

Menino de 5 anos não viu o rato e comeu o

salgadinho  (Foto: Salmo Duarte/Agência RBS)     A PepsiCo Brasil, fabricante da Elma Chips, enviou uma nota nesta quinta-feira (13) afirmando que tomou conhecimento da reclamação  da dona de casa Angela Maria Ziele, de 45 anos, que diz ter encontrado um rato morto dentro de um pacote de salgadinho em Joinville (SC), na segunda-feira (10). Ela afirmou, em entrevista ao G1, que filho de 5 anos comeu algumas unidades dos salgadinhos antes que ela notasse a presença do animal morto.

Segundo a Pepsico, a consumidora entrou em contato com a empresa por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) na terça-feira (11) e que aguarda avaliação de amostra do produto para se posicionar sobre o ocorrido.

Entenda o caso

Angela contou que comprou o salgadinho a pedido do filho em um supermercado próximo de sua casa. “Ele abriu e começou a comer, aí meu filho mais velho foi pegar, sentiu um cheiro ruim e disse que estava estragado. Eu falei que não era impossível, mas quando fui olhar o pacote vi manchas pretas no salgadinho. Fui mexendo e encontrei o rato dentro do pacote”, disse. A dona de casa imaginou que o alimento poderia estar vencido, por isso tinha cheiro ruim. Segundo Angela, a embalagem não estava violada e não tinha como o rato ter entrado no pacote. Angela se dirigiu até o estabelecimento onde comprou o salgadinho para fazer reclamação e foi orientada a procurar a Elma Chips.

Veja a íntegra da nota da Pepsico

"A empresa esclarece que tomou conhecimento da reclamação hoje, dia 11 de outubro, após a consumidora entrar em contato com a empresa por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

A companhia aguarda concluir avaliação da amostra do produto para poder se posicionar sobre o ocorrido.

A empresa permanece à disposição para eventuais esclarecimentos".        

veja também