MENU

Falha em semáforo pode ter sido responsável por acidente da BR-116

Falha em semáforo pode ter sido responsável por acidente da BR-116

Atualizado: Segunda-feira, 5 Julho de 2010 as 10:28

A perseguição em uma tentativa de assalto, na manhã deste domingo (4), entre Porto Alegre e São Leopoldo, resultou na morte do porteiro Elias Vargas, de 42 anos. A colisão ocorreu no km 250,4 da BR 116, no retorno de acesso à avenida Unisinos. Vargas era morador do bairro Rio dos Sinos e dirigia-se para o trabalho no Colégio Concórdia. A falha em um semáforo, conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), pode ter contribuído para a tragédia. A vítima deixou mulher e sete filhos. 

De acordo com a PRF, o Fiat Uno bateu contra a Brasília do porteiro ao tentar fugir de assaltantes. O Uno estava protegido por seguranças em um Toyota Corolla que acompanhavam o transporte de um malote de dinheiro da bilheteria de uma casa de baile da Capital. Houve troca de tiros no trajeto. Pelo menos dois disparos atingiram o carro da escolta. A proteção teria inibido a ação dos criminosos e possibilitou a fuga do Uno.

Sem o sinal vermelho no semáforo, no km 250,4, o motorista Jânio Silvério Hoffmann, 30 anos, teria acreditado que o caminho estava livre pela rodovia federal. Porém, com sinal verde, no retorno do outro lado da pista, a Brasília que vinha do Centro de São Leopoldo para entrar na avenida Unisinos cruzou a estrada.

O choque foi lateral e a violência do impacto projetou a Brasília cerca de 50 metros adiante pela pista e o carro capotou. Vargas, que faria aniversário na próxima terça-feira (6), morreu no local, que foi isolado para a perícia e para a retirada do corpo preso às ferragens. 

O Corpo de Bombeiros encerrou o trabalho poucos minutos após as 10h. A pista, congestionada no trecho por conta dos olhares curiosos, foi totalmente liberada por volta das 11h.

Outro fator apontado pela PRF, como potencial motivador do acidente, é o forte nevoeiro, presente sobre a região na manhã deste domingo, que pode ter prejudicado a visibilidade de ambos condutores. Jânio sofreu ferimentos e foi levado ao Hospital Centenário. A tentativa de assalto foi registrada na Delegacia de Pronto Atendimento também em São Leopoldo. Como o tiroteio, consequente da tentativa de assalto, teria acontecido em Canoas, a Polícia Civil ainda não definiu onde o crime será investigado.

Segundo funcionários da Zeladora Universal, os quais pediram para ter a identidade preservada, Elias atuava na empresa havia mais de 10 anos.

veja também