MENU

Família oferece recompensa por informações sobre paradeiro de Eliza

Família oferece recompensa por informações sobre paradeiro de Eliza

Atualizado: Quinta-feira, 1 Julho de 2010 as 7:48

A família da Eliza Samudio, desaparecida desde 9 de junho, está oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil a quem der informações sobre o paradeiro da jovem.

De acordo com a polícia, no ano passado, Eliza teve um relacionamento com o goleiro Bruno, do Flamengo, e brigava na Justiça pelo reconhecimento da paternidade do filho de 4 meses, que seria do jogador. Bruno é suspeito de envolvimento no sumiço de Eliza.

O advogado Jader Marques afirmou ao G1 que informação deve ser levada a Delegacia de Homicídios de Contagem, em Minas Gerais. ''É uma oferta de recompensa no valor de R$ 5 mil, que será dada à pessoa que indicar o paradeiro da Elisa. O objetivo é motivar pessoas que estejam reticentes ou com medo de falar. É fazer com que as pessoas que conheçam o fato passem as informações para a polícia'', disse.

Marques contou que embarca para Minas Gerais para acompanhar as investigações. ''Estou recolhendo alguns materiais que preciso levar e devo viajar, com certeza, até o fim de semana''.

Segundo o advogado, o goleiro Bruno não entrou em contato com a família após o desaparecimento da jovem. O bebê, que seria filho do atleta, está na casa do pai da jovem, Luís Carlos Samúdio, em Foz do Iguaçu (PR).

Entenda o caso

Policiais e peritos fizeram buscas no sítio, em Esmeraldas, entre a tarde de segunda-feira e a madrugada de terça-feira. No porão da casa foram encontradas fraldas e roupas de bebê e de mulher. A polícia apura se há vestígios de sangue nesses objetos e se eles poderiam pertencer a Eliza ou ao seu filho. Fontes também disseram que esses objetos serão mostrados a testemunhas para tentar um reconhecimento.

Os policiais recolheram ainda imagens do circuito interno do condomínio. Depois, cavaram o terreno, observaram e fotografaram uma cisterna. Em seguida, entraram no porão, pularam as janelas dos fundos, entraram na casa. No segundo andar da casa, os policiais verificaram móveis, portas e cortinas. Os policiais ainda foram a um bosque ao lado do sítio, onde analisaram outro poço.

O sítio começou a ser vigiado na quinta-feira (24), quando a polícia recebeu denúncias anônimas sobre o desaparecimento de Eliza Samudio. Ela entrou na Justiça para que Bruno reconhecesse a paternidade do filho de 4 meses. Segundo a polícia, a criança esteve no sítio. Na madrugada de domingo (27), o menino foi encontrado na casa de uma mulher desconhecida e levada a um abrigo. O pai de Eliza buscou a criança e a levou para Foz do Iguaçu (PR), onde mora.

Ainda segundo a polícia, Dayane Souza, mulher de Bruno, teria tentado esconder o bebê na casa de conhecidos. Ela foi autuada em flagrante por subtração de incapaz.

Por Luciana Rossetto

veja também