MENU

Família tenta trazer para SP corpo de morto em Paris há duas semanas

Família tenta trazer para SP corpo de morto em Paris há duas semanas

Atualizado: Terça-feira, 13 Setembro de 2011 as 2:14

Há duas semanas uma família de São Paulo tenta trazer para a cidade o corpo de um brasileiro que foi servir na legião estrangeira, na França, e morreu em uma prisão na capital francesa, Paris. Ele estava preso há dois anos, quando foi acusado de matar quatro homens. No dia 30 de agosto, o homem morreu. A família quer ajuda para enterrá-lo no Brasil.

Josafá Moura Pereira deixou Santo André, no ABC, em 2006. Ele se juntou à legião estrangeira, uma força armada francesa que recebe pessoas do mundo inteiro. Entretanto, algo deu errado. Em 2009, ele foi preso sob a acusação de matar quatro homens em uma missão no Chade, na África. Ele alegou legítima defesa e estava preso em Paris desde então.

Segundo a família, Josafá foi encontrado desmaiado na prisão em 30 de agosto. Ele foi levado em coma para o hospital e morreu no mesmo dia. Até agora, os parentes não sabem a causa da morte nem conseguiram enterrar o corpo.

Os dois irmãos dele foram informados pelo advogado que defendia o legionário na França que a autópsia feita logo após a morte apontou causa inexplicada. Novos exames já teriam sido feitos, mas as autoridades francesas se recusariam a dar qualquer outra explicação.

A família reclama que não tem recebido ajuda das autoridades brasileiras. “Entramos em contato com o Ministério das Relações Exteriores, embaixada, e ninguém nos dá nada de concreto”, disse a irmã de Josafá, Valdete Silva. O pai do legionário quer saber o que aconteceu com o filho. Ele sabe que pode demorar, mas faz um pedido. “Quero corpo dele de volta aqui o mais rápido possível”, afirmou Valdemar Pereira.          

veja também