MENU

Famílias vivem abaixo da linha da pobreza em Uberaba

Famílias vivem abaixo da linha da pobreza em Uberaba

Atualizado: Quinta-feira, 17 Novembro de 2011 as 2:35

Famílias vivem abaixo da linha da pobreza

(Foto: Reprodução/TV Integração) O Beco do Índio fica no final do Bairro Mangueiras, em Uberaba. Os primeiros moradores chegaram há dois anos. Hoje, quase 20 famílias vivem em condições muito precárias. As casas não têm água, esgoto e nem energia elétrica. O servente Sebastião Ribeiro Filho e a esposa dividem os dois cômodos do barraco com oito filhos. Para esconder do frio o melhor lugar é a cozinha, perto do fogão a lenha.

Segundo Sebastião, a única forma de tomar banho é usar o banheiro comunitário e de caneco. O almoço é arroz com feijão porque a carne ultrapassa o orçamento da família. Perto da casa, um monte de entulhos constatou o que sobrou depois de um incêndio. Apesar disso, em quatro dias, a família reconstruiu uma moradia improvisada com lata, lona e um pouco de madeira. Eles também conseguiram alguns móveis, utensílios de cozinha e colchões.   Os exemplos de pobreza não se limitam às periferias. É possível encontrar pessoas que moram sob lonas também na região central de Uberaba. Para o advogado especialista em direitos humanos, Joamar Nomelini, a situação é um reflexo de falhas no sistema político. “Todos nós temos direito ao saneamento básico, saúde, entre outros. Comunidades como esta nos fazem questionar e pensar em alguma solução”, disse.

Em janeiro, a Defesa Civil condenou uma área no Jardim Uberaba onde viviam 12 famílias. Os moradores estavam a mais de dez anos ocupando um terreno irregular com risco de desmoronamento. Com o risco de temporais, a Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande (Cohagra) cedeu casas para o grupo despejado. No Beco do Índio, os moradores esperam que a solução venha antes das chuvas. “A gente fica com medo da chuva, da ventania tirar a lona do barraco”, desabafou Sebastião.

veja também