MENU

Feira em Fortaleza (CE) discute a exportação de flores e frutas

Feira em Fortaleza (CE) discute a exportação de flores e frutas

Atualizado: Terça-feira, 25 Agosto de 2009 as 12

Setenta atividades, divididas em cursos, palestras técnicas, seminários setoriais, painéis, mesas redondas e oficinas. Assim será a Frutal 2009 - Semana Internacional de Fruticultura, Floricultura e Agroindústria no Ceará, programada para os dias 14 a 17 de setembro e que, junto com o XI Agroflores, pretende transformar o Centro de Convenções de Fortaleza num grande jardim e pomar.

O evento, que se consolidou como um dos maiores do setor agrícola brasileiro, vai nesta edição avaliar os impactos da crise econômica que assolou o mundo ano passado. Constam ainda da programação discussões sobre a reconfiguração do mercado externo, as oportunidades de crescimento e projeções para os próximos anos sobre o consumo interno.

Com o tema ''Desafios na exportação e oportunidades no mercado interno'', a Frutal 2009 vai funcionar também como uma vitrine de divulgação de novas tecnologias, além de ser um fórum de debate para temas como transporte e logística de exportação via portos do Pecém e Mucuripe, gestão da água para irrigação, financiamento e câmaras setoriais.

A fruticultura é o setor da agricultura que mais tem crescido e um dos mais promissores de toda a economia no Ceará. Tanto que o Porto do Pecém é o maior do Brasil em escoamento da produção de frutas para o exterior, exportando 194.841.959 quilos em 2008. Em 1994 o Ceará exportava menos de U$ 1 milhão em frutas frescas; hoje, são U$ 131 milhões. O Estado é o terceiro maior produtor de frutas do Brasil e o que mais cresceu neste período.

As 64 zonas de produção irrigada e de alta tecnologia, chamadas de Agropólos, ocupam hoje mais de 32 mil hectares de terra no Ceará, e existe previsão de expansão para 40 mil hectares até 2010.

veja também