Festa de Arnaldo Antunes vira registro histórico do pop nacional

Festa de Arnaldo Antunes vira registro histórico do pop nacional

Atualizado: Sexta-feira, 15 Outubro de 2010 as 10:01

Às vésperas de Arnaldo Antunes completar 50 anos, em setembro, a casa do cantor, no bairro de Pinheiros, foi tomada por um batalhão.

Músicos, roadies, cinegrafistas, iluminadores e cerca de 150 convidados ocuparam os quartos, a sala de estar, a cozinha, o quarto de trabalho e o quintal para participar da gravação de seu especial "Ao Vivo Lá em Casa".

Um palco foi montado na laje da casa e todos os presentes assistiram ao melhor dos shows da turnê de "Iê Iê Iê", seu trabalho mais recente, lançado no ano passado. O melhor deles porque, além do repertório do CD em questão, Antunes recebeu, em duetos, Os Demônios da Garoa, Erasmo Carlos e Jorge Ben Jor --artistas ligados, de maneira direta ou indireta, ao conceito de "Iê Iê Iê".

A presença desses nomes amplificou o sentido exposto no disco e no show de origem. E o que era, a princípio, uma festa do iê-iê-iê (apelido dado à jovem guarda) se expandiu ao samba, ao samba rock, ao samba funk --ao pop brasileiro em todas as suas formas. Histórico.

Dirigido por Andrucha Waddington, o registro vira DVD em novembro.

NA TV

Arnaldo Antunes

Ao Vivo Lá em Casa

QUANDO hoje, às 23h, no VH1

CLASSIFICAÇÃO livre

veja também