MENU

Festa que substitui Funhell em SP aposta na interatividade via web

Festa que substitui Funhell em SP aposta na interatividade via web

Atualizado: Quarta-feira, 3 Fevereiro de 2010 as 12

Uma das festas mais tradicionais das quartas-feiras paulistanas acabou. Depois de dois anos, a Funhell, realizada na Funhouse, encerrou suas atividades, mas abre espaço para um novo projeto: a W4RP (lê-se Warp). Com a residência dos projetos Undog e 2HorseMen, a festa estreia nesta quarta-feira (3) com algumas novidades para os órfãos da Funhell

Em entrevista ao Terra , Tiago Bevilaqua e Renan Dissenha, do Undog, e Rabih Aidar e Felipe Graça, do 2HorseMen, e mais Diego Ribas, um dos organizadores, falaram sobre a expectativa da festa e pouco sobre cada projeto. "A ideia da festa saiu junto com o Undog, mas demorou um pouco mais. O conceito da festa era exatamente fazer tendo base como a gente entrou em outras festas, criando coisas e tentando arrumar oportunidades. Tínhamos esse plano de sair catando o pessoal que não está no mainstream", diz Tiago, mais conhecido como "Bevi". Uma ideias da W4RP é revelar alguns talentos da noite paulistana que não tenham muita oportunidade de tocar em lugares grandes. "Como Undog teve dificuldades no início, vamos abrir para DJs e projetos que tenham um set bom, saibam tocar, mas ainda não estejam nesse circuito. Eles podem mandar o som deles através do blog e ser for bom a gente põe pra tocar", explica Ribas, que aponta que o uso da web deve ser um dos pontos principais da festa. "Amparado na referência geek, temos a transmissão via web e apostar na interatividade através de Twitter e blog com promoções e outras ações", completa. Transmissão essa que ficará por conta da Rádio Pirata (http://blogradiopirata.blogspot.com/), que em parceria com a W4RP vai mostrar em seu blog imagens ao vivo da primeira hora da festa, das 23h à 00h. Quem estiver para sair de casa pode dar uma conferida como está a pista antes de ir para a festa. Undog e 2HorseMen

Os dois projetos residentes da W4RP têm começos parecidos e prometem dar uma cara "rock" para a nova festa. "Vamos tentar também reunir esse clima de balada de rock, mas com a sonoridade dessa galera que nem a gente que começou a ouvir música eletrônica", explica Renan, Undog. Esse interesse novo pelo eletrônico também é compartilhado por Rabih, do 2HorseMen. "Eu não gostava do eletrônico até dois anos atrás. O Graça que me mostrou esse estilo e a gente começou a tocar", conta. "Depois de muito tempo e muito equipamento gasto, surgiu o 2HorseMen juntando nossos gostos da música eletrônica e juntando com gostos parecidos por quadrinhos, metal e etc. Identidade pra gente é um negócio muito importante", explica Felipe Graça. Já o Undog começou por acaso em uma festa que despertou a curiosidade da dupla no programa Ableton Live, um dos mais usados pelos projetos atuais. "A gente começou a conversar sobre isso quando fazia faculdade em Florianópolis e o Bevi começou a mexer com isso", conta Renan. O projeto da dupla ainda tem um extra em suas apresentações. Durante o set, já virou marca registrada o uso de uma guitarra do famoso jogo Guitar Hero. "Uma vez a gente estava jogando Wii e pensei em usar ela como controlador, já que não tínhamos nenhum. Aí serviu o estudo do Bevi em mecatrônica para alguma coisa", brinca Renan.

veja também